PORTAL OESTE NEWS

PORTAL OESTE NEWS
O QUE VOCÊ QUER PESQUISAR, VOCÊ ENCONTRA EM UM ÚNICO LOCAL, NO "PORTAL OESTE NEWS", A MAIOR FONTE DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E ATUAIS DE MINHA QUERIDA E AMADA TERRA POTIGUAR, COM 13 BLOGS, 1067 LINKS, DOIS ORKUTS, UM TWITTER, UM MSN E UMA PÁGINA MUSICAL, TOTALIZANDO 1085 ENDEREÇOS ELETRÔNICOS NA WEB. CRIADO A 28 DE DEZEMBRO DE 2008, PELO STPM JOTA MARIA, COM A COLABORAÇÃO DE JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA E JOTA JÚNIOR # 100 % NORTE-RIO-GRANDENSE. ACESSE E CONFIRA!

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

DELITOS POTIGUARES

CRONOLOGIA DA VIOLÊNCIA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

"Negão da Serra" condenado a 101 anos de reclusão

O Tribunal do Júri Popular (TJP)  da Comarca de Mossoró,  se reuniu no dia 30 de novembro de  para julgar Francisco Sales Fernandes, conhecido como "Negão da Serra", participante direto na chacina que vitimou o prefeito de Caraúbas, Agnaldo Pereira da Silva, sua esposa Antonia da Nóbrega Gurgel (Niêta), os policiais militares Ronaldo Rafael da Silva e Cláudio Pereira do Nascimento, além do caseiro Everlânio da Silva, crimes ocorridos em novembro de 2001. Depois de cinco horas de julgamento a corte decidiu condenar "Negão da Serra" a 101 de reclusão.
A sessão do júri, presidida pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros, teve início às 9h no Fórum Desembargador Silveira Martins e foi encerrada por volta das 14h.
Os 101 anos de condenação foram pelas mortes de todos os envolvidos e individualmente foi estabelecida da seguinte forma: 21 anos pela morte de Agnaldo Pereira, 20 pela morte de "Niêta", 20 por Ronaldo, Cláudio 20 e Everlânio 20.
O advogado de defesa, Serjano Torquato do Vale, designado pela Defensoria Pública de Natal, nada pôde argumentar diante das evidências da acusação feitas pelo promotor Armando Lúcio Ribeiro, que pediu condenação máxima para o réu. Após o julgamento, "Negão da Serra" foi levado para o Presídio Aníbal Bruno, em Recife (PE), onde já cumpre pena.
José Maria Roque da Silva, outro que seria submetido ao júri popular, teve o nome retirado da pauta devido ter sido citado no processo apenas como favorecimento pessoal, que representa uma pena de seis meses a dois anos em caso de condenação, no entanto como o caso se arrasta há quase 10 anos, o crime prescreveu e ele está livre. 
A chacina
No dia 7 de novembro de 2001, o prefeito de Caraúbas, Aguinaldo Pereira da Silva, sua esposa Niêta Gurgel, dois policiais e um caseiro foram assassinados com centenas de tiros em um trecho da RN-117, na comunidade de Lagoa de Pau, a 16 quilômetros de Mossoró.
Na ocasião, "Negão da Serra" e outros cinco pistoleiros, liderados por Valdetário Benevides Carneiro, foram apontados como responsáveis pelas mortes, mas apenas o "Negão" foi julgado, quatro morreram e um ficou isento pelo tempo.
A chacina repercutiu nacionalmente e chegou a ser destaque no programa "Linha Direta", da TV Globo.
FONTE: JORNAL O MOSSOROENSE (17/10/1872), EDIÇÃO DO DIA 01/12/2011

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

CRIMES POTIGUARES

25/01/1841 – O senhor Antonio Ferreira da Costa. Natural de Mossoró – da família Butrago, inimiga  do Padre Francisco Longino Guilherme de Melo (Mossoró, 15/03/1802 – 30/03/1876), é barbaramente assassinado  à margem da Lagoa do Apodi. Foi alvejado com tiros de bacamarte com duas balas que traspassaram o peito, e 8 horríveis facadas de penetrante espada, tudo praticado por uma capanga de nome João Evangelista, natural do Ceará, a mando de  Dona Francisca Gomes de Oliveira, casada com o capitão Francisco Cândido das Chagas de Souza. Mulher varonil e atleta, a pedido do padre mossoroense Francisco Longino.
10/5/1927 -  o cangaceiro Massilon Leite, comandando 18 bandidos saqueia o casarão da fazenda Passagem Limpa, de propriedade do senhor Bevenuto Holanda Cavalcante, correligionário de Francisco Pinto, os quais roubaram ouro, dinheiro, objetos, mercadoria e animais para montaria, além de causar pânico e terror as pessoas do casarão e a comunidade de Passagem Limpa, na época encravada em território apodiense
 02/05/1934 -  Por volta das 20h30, na cidade de Apodi, o coronel Francisco Ferreira Pinto, natural de Apodi, nascido a 17 de abril de 1895, filho de Cassimiro Ferreira Pinto e de Vicência Gomes de Oliveira, foi covardemente assassinado em sua própria residência, localizada na Rua São João Batista, quando dirigia-se em direção à porta que dava acesso ao quintal. Nesse ínterim, foi brutalmente atingido por um certeiro tiro que lhe atingiu o tórax, fulminando-o incontinenti. O projétil fora disparado pelo indivíduo de nome Roldão Maia.
31/01/1954 – uma grande briga de família entre as famílias Galdino e Freitas. Registrada no prédio da Escola Rural do sítio Córrego das Missões, no município de Apodi, pelas 15 horas, quando remanescentes de uma feira que comumente se verificava naquele lugarejo, estavam se deliciando em “valsas” que ali decorriam em meio de muita animação.
     Um fútil motivo entre membros das duas famílias que não se viam com bons olhos, cada qual preferindo que fosse executada determinada parte para dançar, se consumou no aniquilamento quase total de ambas. É que, conseqüência, teria Delmiro Galdino de Souza, nascido em 6 de julho de 1929, desacatado Francisco de Freitas, este solteiro e aquele casado, atirando um tamborete sobre os peitos, de que resultou terem os irmãos do primeiro se associado à luta, matando o agredido a faca e tiros de revólver. O pai deste, ao ouvir as denotações, logo previu poder tratar-se de alterações provocadas pelos Galdino, de quem era desafeto, indo  ao local, onde “in-loco” foi recebido com um tiro desfechado por Antonio Galdino de Souza, nascido em 10 de maio de 1895, pai dos demais que eliminaram a Francisco de Freitas.
     Ao receber o primeiro tiro que atingiu no antebraço esquerdo, José Manuel revidou a agressão com arma idêntica, atingindo mortalmente Antonio Galdino, e atirando   à morte de seu filho nos que o atacavam, em número aproximado de cinco Galdino.
Saíram feridos em conseqüências, o de nome Delmiro, que veio a falecer às 22 horas do dia 31 de janeiro de 1954; Francisco, hospitalizado no hospital da cidade de Mossoró, com braço da iminência de ser amputado; José Galdino, ferido no couro cabeludo e recolhido à cadeia pública de Apodi; José Manuel de Freitas, que havia galgado a defensiva do prédio da escola, rendendo-se, por último, por falta de munição, para ser morto a corte de faca-peixeira e arma curta pelos Galdino.
Os cadáveres em número de quatro, foram sepultados na manhã do 1º de fevereiro no Cemitério Público São Sebastião em Apodi, em cujo meio teve o fato uma larga repercussão.
José Manoel de Freitas, de 46 anos de idade, e seu filho Francisco de Freitas, de 24 anos, eram moradores do senhor Sólon Nogueira, em uma fazenda de gado  no município de Apodi. Antonio Galdino, de 59 anos, e seu filho Delmiro Galdino, com 28 anos, bem assim os demais sobreviventes em número de sete, residiam no sítio Córrego há pouco menos de dois anos, onde adquiriram terras de propriedades do senhor Otacílio Custódio, conhecido como Preto Custódio.
31/05/1957 – os irmãos Francisco Naelson Régis e Francisco Adaelson Régis, foram assassinados por Antonio Barbosa de Oliveira, crime acontecido no sítio Bom Lugar, atual cidade de Severiano Melo. Nesse delito foram cúmplices os elementos Francisco  Santos Gomes e Aldeci Gomes Neto.
05/03/1961 - MANOEL JOSÉ DA SILVA, vulgo MANO DE ZECA, natural de Apodi, nascido em 6 de março de 1926, filho de José Ferreira da Silva e de Hilda Luzia da Conceição. Mano de Zeca matou dois membros da família Broca, os irmãos  Ele desferiu 11 facadas e  assassinou os irmãos MANOEL BROCA e CHICO BROCA, com 11 cutiladas de faca-peixeira, fato registrado na zona rural de Apodi.
12/01/1972 – a mulher prostituta Maria Ivanilda foi assassinada com 35 golpes de faca-éixeira e esquartejada num matagal no município de Caraúbas, hoje é o bairro Sebastião Maltez, por um homem conhecido por “Raimundo das Cachoras”, que totalmente furioso por ela não ter correspondido a seu amor. 35 anos depois, Maria Ivailda é lembrada como mártir, e o local do crime é visto como sagrado.
     A devoção religiosa do lugar começou em 1973, com a construção de uma capelinha em honra a Ivanilda, morta aos três meses de gravidês. Foi construída pela dona-de-casa Francisca Alves Fernandes, 60 anos, motivada por uma graça alcançada. Francisca Fernandes foi uma das primeiras a acreditar no poder milagroso da prostituta assassinada. Ela conta que um dia depois do crime foi ao local do delito, e encontrou dois homens de Martins cobrindo o sangue dela com areia. Diziam que havia sonhado com ela na noite anterior e que, se não cobrisse o sangue, não haveria inverno naquele ano. Copincidência ou não, choveu no mesmo dia.  E olhe que ainda não havia covido naquele ano e o inverno foi excelente, diferentemente do ano anterior que foi de seca total, conta dona Francisca Alves.
1979 – José Carlos matou a pessoa de Tarcísio, fato registrado no Cabaré de Chico Silvino na cidade de Apodi.
Em 1979 -  Totão Marchante matou as pessoas de João Raposo e Luzimar Benevides, fato registrado no interior do Mercado público de Apodi, próximo a Mercearia de Vicente Macaco.
08/03/1980 – O servente de pedreiro José Alfredo, natural de Governador Dix-sept Rosado, que residia no sítio Lagoa de Pau, foi assassinado na cidade de Apodi com várias curtiladas de faca-peixeira. Vítima e e criminoso e mais dois amigos trabalhavam na construção de um mini-posto no sito Melancias, em Apodi. Receberam o pagamento e passaram a bebeer bebiba alcoólica naquela comunidade, de lá resolveram deslocarem-se até a cidade, continuando a bebedeira e eposteriormente retornaram a Melancias e nessa comunidade os dois amigos foram dormir, ficando vítima e criminoso bebendo na calçda da pessoa conhecida por ZITO e após se embriagaram, a vítima tirou o relógio do pulso do amigo, e quando Raimundo Nonato pediu de volta o relógio,a vítima disse você está chamando-me de ladrão e em seguida sacou de sua faca-peixeira e investindo contra o amigo e ocorrendo uma luta corporal entre ambos, resultando na morte de José Alfredo.
06/05/1980 – O agricultor Idáecio Luiz, por volta das 18 horas, foi assassinado na cancela da fazenda Pau Ferrado, em Apodi. A vítima viajava no veículo de Dagmar Suassuna e ao descer do carro com a intenção de abria a cancela foi atingida com vários tiros disparados por um elemento não identificado. Logo após o delito Dagmar  colocou o corpo da vítima no interior do veículo e conduziu até a Maternidade Claudina Pinto, em Apodi.
10/01/1981 – Quatro pessoas morreram em uma chacina iniciada na Praça da Matriz de Apodi e que terminou na Maternidade Claudina Pinto, com a invasão da unidade hospitalar por quase duas dezenas de pessoas que ali assassinaram o marchante Saturnino Pereira da Silva, casado, com 54 anos de idade, e o filho Francisco Góis da Silva, casado, com 19 anos de idade, residentes na Rua Nonato Mota, s/nº - Malvinas, Apodi-RN. Eles estavam sendo medicados em conseqüência de ferimentos recebidos na briga que gerou a tarde  de violência, domingo, na cidade de Apodi.
O pivô da carnificina foi um desentendimento entre o velho Saturnino Pereira e Manoel Francisco da Silva, vulgo Luzimar, inicialmente na casa de “SOCORRO DO SABÃO”, À Rua São João Batista, nº 202, onde se realizava a rifa de um carneiro, regada a dose de caipirinhas. Serenados os ânimos naquele local, depois que Saturnino Pereira foi esmurrados por Luzimar, A confusão se ampliou no Bar Satélite, de propriedade de Celso Marinho de Oliveira, também localizado no centro da cidade.
Da nova discussão surgida no Bar Satélite, Francisco de Paula Oliveira, vulgo PAULO DE PIRIPA, que fez interferência para evitar um confronto físico, recebeu uma peixeirada desferida por Franciusco de Góis que pensou estivesse sendo seu pai atacado. “Paulo de Piripa morreu ao dar entrada na maternidade “Claudina Pinto”.
Com a confusão generalizada, envolvendo seis pessoas nas proximidades da matriz, todas saíram feridas. No local, morreu Francisco Aires Guerra que ao tentar alvejar Saturnino Pereira, com tiros de revólver, foi morto também por Francisco de Góis, em companhia do pai, foi procurar socorro na maternidade Claudina Pinto, onde terminaram assassinadas a golpes de faca-peixeira, desfechados por pessoas que invadiram a unidade hospitar, quando somente dois soldados: Diniz e Edimar tentavam impedir as fúrias dos invasores.
Cerca de 20 pessoas, aproximadamente, invadiram a maternidade “Claudina Pinto”, todas presumivelmente parentes dos dois que haviam sido assassinados e mais a  de LUZIMAR  e Francisco Marcolino Freitas que também saíram feridos durante as cenas sangrentas. Saturnini Pereira, ao pressentir que estava sendo perseguido, ainda tentou fugir por uma das juanelas, mas ao abrir-la foi surpreendido com golpes de faca-peixeira. Caminhando alguns passos, morreu no banheiro da maternidade Claudina Pinto. Seu filho, Francisco de Góis foi surpreendido em um dos leitos, logo após haver sido medicado pelos plantonistas, e abatido ali mesmo.
O 2º BPM, em Mossoró, sob o comando do Tenente Coronel Ari Medeiros de Aguar designou o tenente Fername Formiga da Silva para proceder, ao lado do  delegado de polícia de Apodi, o subtenente José Emídio Sobrinho, aos primeiros levantamentos sobre o fato.
Saturnino Pereira e o filho Francisco de Góius foram sepultados em Mossoró, onde residiram por algum tempo.  No mesmo dia a polícia efetuou a prisão de Manoel Francisco da Silva “LUZIMAR”, cuja discussão com Saturnino foi motivada por ele.
15/10/1982 – O agricultor Francisco Edimar Varela, quando se encontrava no bar do senhor Francisco Carlos da Mota, na cidade de Apodi, foi assassinado com duas cutiladas de faca-peixeira desferida pelo indivíduo Sineto Caetano da Silva. O crime ocorreu sem haver nenhuma discussão.
04/06/1983 - O comerciante Sinfrônio Lima de Morais, 35 anos, natural de Taboleiro do Norte-CE, movimentou a cidade de Apodi. Por volta das 13 horas o mesmo praticou um verdadeiro quebra-quebra em seu bar, situadno na Rua Cronel João de Brito, Centro. A polícia foi chamada ao local. O Cabo Morais juntamente com 3 soldados compareceram “in-loco”  no sentido de desarmara o agressor que estava armado com um revólver. O agressor reagiu aprisão, daí o Cabo Morais retorna ao quartel e com um reforço policial retorna ao local. Ao chegar no local Sinfrônio havia evadido, sendo perseguido pelos policiais. Vendo que iria ser preso Sinfrônio adentrou no Bar de Carlixto que era situado ao lado da ACDA. A polícia chega no local e passou a negociar com Sinfrônio do mesmo se entregar a polícia, e este não tinha acordo. Já era quase 10 horas e a rua estava fechada, enquanto os organizadores de uma festa estavam preocupados já que iria ser realizada uma festa dançante na ACDA. O soldado Jota Maria que mantinha uma certa intimidade com Sinfrônio juntamente com Carllixto adentraram no bar e sinfrônio amigavelmente resolveu se entregar, o qual foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Apodi e foi autuado em flagrante de delito pelo Sargento Raimundo Ferreira dos Passos.
12/06/1983 – Por volta das 17 horas, no KM 78 da BR 405, nas imediações da ponte sobre a ponte existente na saída para a cidade de Itaú, ocorreu um acidente automobilístico, quando a pessoa de Miguel Leite, conduzia o veículo tipo C-10,  marca Chevrolet, conduzindo várias pessoas, momento em que a barra de direção quebrou-se, fazendo com que o veículo descesse o aterro e em seguida capotando, ocaianando no entanto, várias vítima, dentre as quais, duas fatais, ambas crianças: Maurício Leite e Francisco Gilliard, filhos  e  de Miguel Leite.
01/12/1983 – O garimpeiro José Hrlano Santiago, por volta das 16 horas, atropelou e matou uma criança de 5 anos, fato registrado na Rua Joaquim Teixeira de Moura, em Apodi, quando conduzia seu veículo tipo Fiat, placa IX-8220/Mossoró.
 19/12/1983 – Manoel Francisco da Silva, vulgo  Luzimar Marinheiro, por volta das 7 horas, assassinou no interior do açougue público de Apodi a pessoa de José Pereira, vulgo “Zé Peba”. Além de ter baleado as pessoas de José Pereira de Lima, vulgo  “Titico do Peixe”, hoje “Titico da Verdura” e José Lima. O homicida foi preso em flagrante de delito e no mesmo dia transferido para a 2ª Delegacia de Polícia, em Mossoró, tendo em vista a DP local não oferecer nenuma condição de segurança para a agarantia de presos, além, devido das ameaças de morte em desfavor do criminoso, feitas pela família da vítima. Da 2ª DP em Mossoró Luzimar no dia 20 de dezembro de 1984 foi transferido para a Penitenciária João Chaves, em Natal, onde passou vários anos na cadeia.
18/07/1984 – ocorreu um crime de homicídio no sítio Sororoca, município de Apodi, por ocasião da realização de uma festa dançante, em que foi vítima a pessoa de Antonio Alves, que foi assassinado pelo indivíduo Wanderlalando Alves
06/01/1985 - por volta das 16 horas, ocorreu uma grande tragédia na lagoa do Apodi, quando cinco pessoas de uma família faleceram afogadas nas águas da lagoa. As vítimas foram: Raimundo Valcides Pinto Filho natural de Apodi, nascido em 21 de julho de 1952, filho de Raimundo Valcides Pinto (25/12/36) e de Maria de Lourdes Bezerra Pinto (24/06/1934) e sua esposa Terezinha Nonato de Oliveira,  e os filhos José Otto de Oliveira Pinto, Wanderlando de Oliveira Pinto, Vânia Maria de Oliveira Pinto. Valcides era escrivão da Delegacia de Polícia de Apodi.
01/03/1986 – A pessoa Francisco Batista de Morais assassinou a pessoa de Raimundo Marculino de Oliveira, fato acontecido no bar de propriedade César de Paiva Costa, no sítio Ponta, município de Apodi, quando ambos começaram uma discussão acalorada e se armaram, onde o acusado armado com um revólver calibre 38, marca taurus fez um disparo atingindo o peito esquerdo da vítima, cujo tiro foiu suficientemente para o óbito in-loco de Raimundo Marculino.
23/07/1986 – a pessoa de José Rodrigues de Araújo, natural de Natal, foi vítima fatal de um acidente de trabalho, momento em que ele fazia serviço em um tubulão de ar comprimido “p-8”, na construção de uma ponte sobre o rio Mossoró/Apodi, mais precisamente no sítio Santa Rosa, Apodi-RN, juntamente com mais 4 companheiros de trabalhos; João Rafael da Silva, Manoel Avelino de Morais, Sebastião Salustiano Medeiros e Cícero Francelino da Silva, que  presenciaram quando a vítima sofreu um choque elétrico.
28/12/1986 – Por volta das 17 horas, ocorreu um homicídio no Baixo Meretrício de Apodi, em que foi vítima a pessoa de Luiz Francisco Firmino, vulgo ‘         LULA”, que foi assassinado pelo amigo de bebedeira, o indivíduo Raimundo Carlos       Gomes, vulgo “MUNDINHO”
13/01/1987 – O garimpeiro José Helano, quando conduzia seu veículo tipo Fiat, placas IX-8820-Mossoró-RN, atropelou e matou uma criança de 3 anos de idade, de nome José Fábio, fato registrado na Rua Joaquim Teixeira de Moura, na cidade de Apodi.
22/01/1987 -  Por volta das 21h00, na Br 405, trecho Apodi/Melancias, ocorreu um grave acidente automobilístico, envolvendo o veículo tipo Fiat, conduzido pelo motorista Sebastião  Costa Oliveira, que faleceu “in-loco” e um  Corcel que era conduzido por Francisco Xavier Maia, que saiu gravemente ferido, posteriormente foi transferido para  São Paulo. No Corcel viajava mais 4 pessoas:  Maria Soares Maia , Dina de Souza Menezes Costa, Irene Lira Maia e Maria Arlete Menezes. Faleceram no local as pessoas de  Maria Soares Menezes e Dina de Souza Menezes Costa. As vítimas foram socorridas na Maternidade Claudina Pinto, em Apodi e em seguida foram transferidas para a cidade de Mossoró. Os ocupantes do Corcel viajavam do Acre para a cidade de José da Penha, passando por Mossoró e encontrando um motorista embriagado que fazia  zig-zague na rodovia, causando essa grande tragédia.
11/04/1987 – A pessoa de Maria Astrogilda de Lima Reinaldo, foi presa e autuada em flagrante de delito, quando a mesma dava entrada na maternidade Claudina Pinto, na cidade de Apodi, onde mediante informações do Dr. José Pinheiro Bezerra, dava conta que a mesmo havia chegada naquela unidade hospitalar perdendo muito sangue e se negado a dizer, que tinha dado à luz a uma criança, mas por investigação médica, a mesma confessou, que havia parido e enterrado a criança. O recém-nascido foi morto no quintal e enterrado no monturo, constando assim o crime de infanticídio.
14/12/1987 – Por volta das 10 horas, na cidade Alta, em Felipe Guerra, a pessoa de  Sebastião Germano de Oliveira foi assassinado com várias cutiladas de faca-peixeira desferidas pelos elementos Luiz Herculano da Silva e Vicente Manoel da Silva Filho.  Luiz Herculano acompanhado de seu cunhado Vicente Manoel encontravam-se na feira livre de Felipe Guerra, quando se encontraram com Sebastião Germano e foram as vias de faos. Luiz Herculano tentou evitar o confronto, entretanto, não teve como conte-los, tendo a vítima sofrido vários golpes de faca-peixeira. Já existia uma rixa entre vítima e criminoso, por motivo da vítima ter espancado um filho  de Vicente Manoel e ainda ter tomado satisfação com sua pessoa.
04/08/1988 – Por volta das 10h50, na cidade de Felipe Guerra a pessoa de Josimar Soares Bezerra, 24 anos, foi até o Cartório único daquela cidade, onde Maria Nubiciar Costa, 21 anos, exercia suas atividades profissionais, em ligeira discussão entre ambos, a jovem Nubiacir tentou correr, mas foi alvejada com 3 tiros de revólver, desfechados por Josimar, este seu ex-namorado. Logo apóis assassinar sua ex- amada, Josimar utilizou a mesma arma e efetuou um disparo em seu ouvido e que teve morte de imediato. A vítima havia namorado Josimar por um período de 2 anos e meses atrás, já estava namorando um outro jovem.
01/01/1989 -  O comerciante Valdeci Costa, 21 anos, filho de Chico Aprígio da palhoça, foi assassinado com seis tiros de revólver calibre 38, desfechados pela pessoa  Raimundo Nonato, 39 anos,conhec ido por Munidinho Jararaca, filho dr Raimundo Coriolano e de Raimunda Urgel.O crime ocorreu no Parque de Vaquejada Joaquim Francisco de Sales, em Apodi
19/04/1989 – O agricultor Rosemiro Antonio do Nascimento,  50 anos,filho de Fulgêncio Antonio do Nascimento e Josefa Maria, morreu afogado nas comportas da Lagoa do Apodi. O afogamento ocorreu por volta das 132 horas, quando a vítima embriagada pulou das comportas.
19/11/1988 – O agricultor Antonio Batista de Lima, 19 anos que residia no sítio Boa Vista, em Severiano Melo, foi assassinado com uma cutilada de faca-peixeira desferida pelo indivíduo José Cristóvão da Silva, 39 anos, natural de Sousa-PB. A vítima e criminoso por volta das 24 horas , se encontravam na Praça Getúlio Vargas, em Apodi, numa movimentação política em comemoração da vitória de Simão Nogueira Neto, como prefeito de Apodi, quando ambos se encontraram, surgindo uma discussão acalorada e foram as vias de fato, ocasião em que José Cristóvão sacou de sua faca-peixeira e desferiu uma cutilada em José Antonio, que faleceu no local do crime.e a
08/12/1988 – os assaltantes Pedro Rocha Filho, João Neto e Nicodemos assaltaram o posto de combustível União, situado na Rua Joaquim Teixeira de Moura, na cidade de Apodi, saída para Mossoró. Foi o primeiro assalto registrado em Apodi.
26/02/1989 – Rixa entre famílias acabou na morte do ex-prefeito de Caraúbas Raimundo Amorim Fernandes, o Zimar, que foi morto nessa data com vários tiros desfechados pelo menor Emerson Carneiro, este filho de Tico Carneiro. O motivo desse homicídio originou-se de uma rixa criada por Zimar com Dr. Benevides, quando não apoiou para sucede-lo nas eleições municipais de 1988, como ficara acordado em 1982, ocasião em que Doutor Benevides foi um dos principais responsáveis pela vitória de Zimar Fernandes. Esta teria sido uma segunda etapa da rixa entre as famílias Carneiro e Fernandes. A primeira etapa da rixa entre essas famílias pela disputa do poder, teria ocorrido no ano de 1981, quando o vereador e presidente da Câmara Municipal de Caraúbas, Nero Nazareno Fernandes, foi assassianado com 36 tiros re revólver calibre 38. Membros da família Carneiro assumiram o crime.
11/3/1989 – a pessoa de Geraldo Leite de Souza assassinou  a pessoa de Francisca das Chagas Cardoso, vulgo Chico Valdemar, fato registrado em Apodi, na Rua Joaquim Teixeira de Moura.
27/03/1989 – Ocorreu um arrombamento na agência do Banco do Brasil, filial de Apodi. Os arrombadores queimaram vparios documentos pertencentes ao Postos Avançados das cidades de Felipe Guerra, Itaú e Severiano Melo. No interior da agência os arrombadores queimaram uma máquina calculadora e vários documentos bancários
16/5/1989 – o elemento João Braz de Oliveira, vulgo DANDIM, assassinou barbaramente com uma profunda cutilada de faca-peixeira sua sogra, a anciã Júlia Madalena de Lima, de 78 anos, delito ocorrido por volta das 11 horas, no bairro de Lagoa Seca, em Apodi. O  criminoso foi preso em flagrante de delito pelo delegado de Polícia de Apodi, na pessoa do 3º sargento PM José Maria das Chagas.
08/06/1989 – O cigano Severino Dantas, o “Cigano”, 31 anos, foi assassinado a pauladas, desfechadas pelos irmãos Francisco Edmilson de Morais e Francisco Edvaldo de Morais, fato registrado na Rua Aristides Pinto, conhecida também pela Rua da Brecha da Gata, em Apodi. Tudo começou quando os elementos Francisco das Chags, vulgo “FRANCISQUINHO CIGANO” e seu irmão Severino Dantas, o “CIGANO”, depois de uma bebedeira entreram em luta corporal  com os irmãos Edmilson e Edvaldo,no bar de Edmilson. No final da luta corporal o Ciganosaíu gravemente ferido com várias cutiladas de faca-peixeira desferidas pelos irmãos Edmilson e Edvaldo, tendo morte “in-loco”, enquanto que, Francisquinho saiu gravemente ferido com várias pauladas.
10/06/1989 – A criança JOCIDES Leces Ferreira, 10 anos, que residia na comunidade de Soledade, morreu com um choque elétrico, ficando a mesma carbonizado. A vítima foi vítima de uma descarga elétrica ao pegar num fio de arame farpado na cerca feita pela pessoa de João Alderi de Souza, vulgo João de Tenório, residente na Rua Nossa Senhora da Conceição, 912, em Apodi. João Tenório havia instalado  um pegão ladrão em sua caeira de cal, sem permissão da Cosern, com o propósito de evitar que pessoas furtasse as lenhas que estavam ao lado da caeira. A criança Jocides bricando com outras e inocentemente pegou no arame sofrendo o choque e falecendo no local.
MANO DE ZECA
28/10/1991 -  o filho de MANOEL BROCA, conhecido por MANOEL MOCO tentou vingar a morte do pai e também foi morto a pedradas por MANO DE ZECA. A confusão entre mano de zeca e os brocas havia começado em 1957, no bar de Mano, quando na época o agricultor conhecido por JOÃO GALUÇO foi assassinado com quatro facadas no interior do bar de MANO, daí Mano prendeu os assassinos, Manoel Broca e o filho CHICO BROCA e os entregou à Polícia. Quatro anos depois, Manoel Broca e o filho tentaram se vingar de Mano de Zeca.
Na briga, os dois acabaram sendo assassinados a facadas por Mano, o qual foi preso e levado para a antiga casa de detenção em NATAL, posteriormente a Penitenciária João Chaves, e hoje o um Centro Cultural, onde ficou preso 11 meses aguardando julgamento que o absolveu por sete a zero. Os familiares das vítimas não se conformaram com a absolvição e passaram a persegui-lo, até que no dia 16 de junho de 1991, o filho de Manoel Broca, conhecido por Manuel Moco, tentou viongar a morte do pai esfaqueando Mano de Zeca, que o matou a pedradas.  Mano de Zeca no dia 28 de outubro de 2000, sofreu nova tentativa de morte depois que sofreu vários golpes de faca-peixeira desferidas por um membro da família Broca, de nome JOÃO CRUZ, tendo ele reagido furando  os olhos do mesmo  com o dedo e em seguida, como o agressor não podia enxergar-se, e ele Mano não podia correr, devido sua idade bastante avançada, 70 anos, deixou  o agressor cego. Após esse crime, Mano de Zeca fugiu para Quixeré-CE e dias depois se apresentou ao delegado de Apodi, bacharel Wanderley Alves Pereira. Portanto Mano de Zeca matou três da família Broca e ainda furou os olhos de outro. Ele explica: que tem dois tipos de inimigo, um não o mata porque tem medo da palavra de DEUS e outro teme o seu rifle e o seu revólver calibre 38.
MANO DE ZECA, O VALENTÃO DO APODI
15/01/1992 -  ocorreu o assassinato do advogado Antônio Benevides Filho na cidade de Caraúbas, conhecido popularmente por Antonino Carneiro, era filho de Antonio Benevides Carneiro e Maria da Luz Gurgel. Foi assassinado por 3 homens desconhecidos às 19h30, com um tiro de espingarda calibre 12mm e 2 tiros de revólver calibre 38. O crime aconteceu quando a vítima estava em sua residência assistindo televisão.
13/07/1992 – O comerciante Antonio Maia Lima, 48 anos, que residia na cidade de Taboleiro Grande-RN, foi assassinado com vários tiros de revólver, desfechado pelo indivíduo Ezequiel de Castro Neto, fato registrado na Estação Rodoviária da cidade de Itaú. O criminoso foi preso e autuado em flagrante de delito. No mesmo tiroteio a comerciante Maria Diógenes Araújo foi atingida com um disparos  na coxa direita, como também  a pessoa de  Evilásio Barbosa da Silva também foi atingido com um tiro no pé da virilha.
21/01/1992 – Por volta das 17 horas, na Rua Padre Carlos, bairro do Cascalho, próximo ao Quartel da Polícia Militar, as irmãs FRANCISCA ITAMIRAM DE OLIVEIRA, FRANCISCA ALTAMIRA DE OLIVEIRA e  MARENILDES AGRIPINO DE OLIVEIRA assassinaram a pessoa de FRANCISCA DE FÁTIMA VIEIRA DE LIMA, 29 anos, natural de Pilões-RN, filha de SEBASTIÃO MOISES DA SILVA  e de  CÍCERA VIEIRA XAVIER. A vítima foi morta com 3 tiros de revóçver calibre 38. As duas primeiras mulheres foram presas em flagrante de delito, enquanto, a última conseguiu fugir
17/08/1992 – O agricultor Francisco Lima, 37 anos, natural de Taboleiro Grande-RN, foi assassinado com cerca de 20 cutiladas de faca-peixeira desferidas pelo indivíduo Sebastião Barbosa de Oliveira, 57 anos. Tudo começou quando a vítima e homicida se encontravam num bar na cidade de Itaú, participando de uma bebedeira, ocasião em que começou uma acalorada discussão entre os dois, provocando uma luta corporal, terminando com a morte “in-loco” de Francisco Lima.
“08/11/1993 – O elemento Francisco Carlos da Silva Cristino, vulgo ‘BILU”, assassinou barbaramente o adolescente Jocélio Jânio de Oliveira Souza, na cidade de Apodi, por causa de uma simples partida de baralho no valor de cinqüenta  centavo.
23/03/1996 – o comerciante Wilson Custódio Diógens, foi encontrado morto na cozinha de seu apartamento, situado na Rua Cel. João de Brito, na cidade de Apodi, com 3 punhaladas nas costas. O corpo foi localizado pela sua filha mais nova, Evilmar Diógenes, casada com o comerciante Titico de Chavinha.

26/04/1996 – O cigano José Vicente Garcia, 80 anos, foi atropelado e morto por uma Kombi de Felipe Guerra, que arrastou o corpo da vítima por cerca de 50 metros, fato registrado na BR 405, em Apodi.
28/04/1996 – O vendedor ambulante Paulo Neto da Costa, 36 anos – Paulinho Picolezeiro, matou a ex-mulher Maria Antônia de Lima, 30 anos, com vários golpes de faca-peixeira.
     A  vítima Maria Antônia trafegava pelo centro levada por Paulo no varão da bicicleta. “Eles discutiam bastante e nesse ínterim a vítima desce da bicicleta e saiu correndo a entrar numa residência à procura de ajuda. Paulo Neto, já de faca em punho – a arma não tinha sido usada ainda – não intimidou e invadiu a casa. A vítima ainda tentou se livrar, agarrando-se com dona  Carminha, residente na Rua Nossa Senhora da Conceição, próximo a agência do Bando do Brasil. Na fúria desenfreada o acusado passou a esfaquá-la acertando mais quatro vezes. Maria Antônia morreu no local, enquanto Paulo Neto fugiu pelo quintal da residência e suicidou-se no dia seguinte.
29/04/1996 -  O corpo do vendedor ambulante Paulo Neto da Costa, vulgo “Paulinho Picolezeiro”, 36 anos, que residia em Apodi, que ontem havia assassinado sua ex-esposa Maria Antonia, suicidou-se. Seu corpo foi encontrado no Sítio Ponta, Apodi, pendurado numa corda.
29/04/1996 -  O pescador José Braz Filho, 78 anos, que residia na Rua Manoel Nogueira, 124, em Apodi, encontrou a morte na lagoa do Apodi, após a travessia, nas primeiras horas da manhã de domingo, afogou-se no reservatório, depois de atravessar um grupo de pessoas, para uma comunidade à margem da lagoa oposta à margem urbana.
02/11/1996 – O agricultor Ledo Carvalho de Oliveira, 22 anos, assassinou sua ex-esposa Ana Alice de Brito Oliveira, 22 anos, com várias cutiladas de faca-peixeira, fato acontecido na cidade de Apodi, pelo motivo da vítima não mais querer se reconciliar com o ex-esposo, devido quando, convivia com ele era constantemente espancada e ameaçada de morte. O oxorcida logo após o delito foi preso e autuado em flagrante de delito. No dia 22 de abril de 1997, seis meses depois do crime, Ledo conseguiu fugir da delegacia de Apodi, no serviço do soldado Jerônimo Eloi Marinho. Um mês depois, mas precisamente, no dia 13 de abril de 1997 foi recapturado no Estado do Ceará e por medida de segurança foi transferido para o preídio de Pau dos Ferros, de onde consegue fugir novamente. Foi recapturado posteriormente. Mainha como é conhecido já fugiu várias vezes, se tornando assim camp~eo em fuga. Tanto é fácil de fugir, como é fácil de ser recapturado.
26/05/1997 – O pai de Jocélio Jânio de Oliveira e Souza, senhor João Batista de Souza vinga a morte de seu filho, que havia acontecido em 8 de novembro de 1993, assassinando o homicida Francisco Carlos da Silva Cristino. O crime aconteceu em frente a churrascaria de BOM, situada nas margens da BR 405, no sítio Melancias, município de Apodi, quando a vítima estava no interior de uma C-10, detido e algemado, por ocasião que encontrava sendo conduzido para a Delegacia de Polícia pelos policiais J. Maria e Edimar, numa demonstração de verdadeira covardia por parte  do criminoso, mesmo sendo vingança, só que a vítima já estava presa e algemado, sem nenhuma condição de reação. O juiz da Comarca de Apodi na época, Dr. Ricardo e o delegado de Polícia, na pessoa do tenente Farias haviam determinados que os dois policiais deslocassem até a cidade de Coronel João Pessoa-RN, usando uma viatura civil, tendo em vista que na época a viatura policial de Apodi estava sem funcionar. Os mesmos determinaram que conduzisse a pessoa de Souza, este pai de Jocélio, tendo em vista que, somente ele conhecia o homicida.

16/06/1997 – a estudante Fabiana Leylane Salles, 16 anos, que residia á Rua Nonato Mota, s/nº, bairro Malvinas, em Apodi, foi assassinado com um tiro de revólver na cabeça, fato este acontecido por volta das 22 horas, quando ela se encontrava acompanhada de seu namorado, o comerciante José Everaldo de Oliveira.
O  autor do crime foi o menor F.J.M.P, 17 anos, que fugiu tão logo praticou o delito. Aos motivos, se deram por causa de uma rixa antiga entre o menor criminoso e o namorado da vítima, que morreu quando era conduzido para o Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Mossoró. José Everaldo também foi atingido, mas resistiu os ferimentos.
19/08/1997 -  Por volta das 10 horas, no KM 50 da BR 405, trecho Mossoró/Apodi, uma quadrilha fortemente armada,usando um veículo tipo Fiorino, tentou assaltar o carro forte da Enserv, ocorrendo um tiroteio entre assaltantes e vigilantes. No TIROTEIO O ASSALTANTE Carlos Martins Bezerra foi assassinado, enquanto, os demais fugiram, deixando o companheiro morto no centro da pista de rolamento.
21/09/1997 -  A menor Amanda Holanda das Chagas, 2 anos, que residia na Rua Projetada, s/nº, na cidade de Craúbas, foi brutalmente espancada pelo pai José Holanda das Chagas há quinzia. A menor morreu nessa data em conseqüências da surra. Depois que cometeu o crime contra sua própria filha, José Holanda fugiu da cidade pressionado pela população que queria lincá-lo. José Holanda quando chegava em casa bêbado surrava a criança com qualquer coisa que tivesse na mão e na última vez exagerou.
10/09/1997 – Por volta das 10 horas, seis assaltantes encapuzados e fortemente armados com espingarda calibre 12, pistoas calibres 9mm e fuzil AR-15, renderam os soldados Francisco Edimar nde Oliveira, Antonio OCIVAN DE Oliveira, pertencentes ao Pelotão PM Destacado de Apodi, ambos policiais foram desarmados, onde os assaltantes tomaram uma espingarda calibre 12 e dois revólveres caslibre 38. Os assaltantes de armas em punho e encostadas nos policiais, os conduziram até a porta do banco do Brasil, quebrando-as e adentrando para o interior da agência, determinando que os policiais e clientes deitassem no piso, levando a importância de 144 mil reais. Logo após os assaltos, os assaltantes fugiram conduzindo como reféns o senhor José Tóvinis Fernandes Filho, gerente da agência e a senhora Ana Maria Lopes, gerente de controle. Eles fugiram no veículo tipo Fiat, cor branca. Nessa data, os soldados Nilton Afonso de Oliveira e Francisco Jussemi de Amorim estavam de serviço na agência do Banco do Nordeste e no momento do assalto deslocaram para o Banco do Brasil, ao se aproximarem da agência foram recebidos à balas desfechadas elos assaltantes, atingindo a kombi dos policiais, sendo necessário que os policiais recuasse.
09/12/1997 –  Três pistoleiros não identificados invadem a Panificadora Sabor do Trigo, na cidade de Caraúbas, por volta das 21 horas e assassina o pecuarista José Diniz Alves, 34 anos, com mais de 30 tiros. José Diniz que residia no Parque de Vaquejada que leva o seu nome. Os criminosos fugiram numa camioneta Fiat Fiorino, sem placa.
     José Diniz conversava na calçada da panificadora, no centro de Caraúbas, com o comerciante Ronaldo Gurgel, proprietário da panificadora, quando foi surpreendido pelos pistoleiros. A vítima reconheceu os inimigos e tentou fugir correndo para dentro da padaria, sendo alcançado por eles que começaram a atirar.
10/05/1998 – o agiota Kerginaldo Fernandes Xavier, conhecido pela alcunha de ‘DEDEZINHO’, foi assassinado com 13 disparos de pistola 380, fato acontecido na BR 405, saída para Mossoró, quando vinha da cidade de Felipe Guerra, pilotando uma moto, conduzindo na garupa a pessoa de Ruan Carlos.
8/10/1998 – Foi encontrado o corpo do agricultor seqüestrado Sales Batista Bernardino, conhecido pela alcunha de ‘SALES DE RAPOSO’. O corpo foi encontrado em estado de putrefação no sítio Baixa Fechada, município de Apodi. Sales tinha sido seqüestrado na noite do dia 01/10/98, de sua casa, no sítio Ponta, quando estava com sua esposa Maria Salete Bernardino, quando foi surpreendido por 4 homens encapuzados e armados.
14/03/1999 – A anciã Maria do Carmo de Oliveira, de 61 anos, foi degolada e jogada dentro da lagoa do Apodi, crime com requintes de perversidade aconteceu por volta das 10h30, no sítio Espinheiro, em Apodi. Maria do Carmo tinha o hábito de sair de casa aos domingos para vender ovos e frutas de sua propriedade na cidade de Apodi. Sempre ia sozinha, na volta, os elementos Edgar Cardoso de Oliveira e Francisco Suélio pediu dinheiro a vítima, como a mesma disse que não tinha, os dois perigosos indivíduos cravou um punhal na garganta de Maria do Carmo.
25/04/1999 – Desconhecidos fuzilaram o agricultor Edson Fernandes Chaves, no sítio Soledade, município de Apodi. A vítima estava no Bar conversando, com José de Arimateia M. Costa, quando os criminosos chegaram num carro não identificado e começaram a atirae no alvo principal, que era Edson que morreu no local. Arimatéia foi atingido no ombro.
31/05/1999 – Por volta das 3h30, sem nenhuma discussão, o agricultor Moisés Bezerra da Silva, vulgo “Cearense”, residente em Caraúbas, sacou de seu revólver e matou com 4 tiros o também agricultor Paulo Maclécio Ferreira, 22, natural de Janduís-RN, que residia no sítio Logradouro, em Caraúbas.
     O  fato foi registrado no sítio Jordão, em Caraúbas. O  homicida quando tentava fugir, ainda com o revólver em punho, foi atingido com dois tiros de espingarda calibre 12. O primeiro tiro nas costas de Cearense. Quando ainda agonizava, recebeu outro disparo a curta distância na regiçao abdominal. Os dois morreram no local. O inquérito policial foi instaurado pela DP de Caraúbas e presidido pelo bachharel Wanderley Alves.
10/06/1999 – O Cabo PM José Celimário da Silva, juntamente com vários outros assaltantes tentaram assaltar o carro forte da ENSERV na BR 405, trecho Apodi/Mossoró,  que transportava cerca de 1 milhão e 100 mil reais. O Cabo Celimário era o chefe da quadrilha. Os soldados Afonso e Dionísio, de acordo com as investigações faziam parte da quadrilha, na condição de informante. No ato da tentativa do assalto, o Cabo Celimário conduzia o veículo tipo Silverado, com oito assaltantes, sendo que dois foram assassinados perlos vigilantes, enquanto, um outro ficou gravemente ferido, conduzido para o hospital, faleceu, mas antes de dar o último suspiro confessou quem era seus comparsas. Foram presos vários elementos, entre eles o Cabo Celomário que foi excluído da Polícia Militar e passou vários anos na cadeia. Os dois soldados passaram 30 dias preso no 2º BPM e posteriormente excluído.
13/06/1999 -  Uma tragédia, ma mahã dessa data, quebrou a rotina apodiense. O menino Marcos Rodrigues Soares, de apenas um ano e seis meses, morreu queimado em seu quarto na casa dos pais. O fato chocou a população de Apodi pela forma como aconteceu. Marcos estava dormindo na cama, quando um probelma na rede elétrica da casa provocou o incêndio. Indefeso, ele não teve como escapar das chamas que avançaram rapidamente. O corpo da criança ficou carbonizado, o quarto totalmente destruído. Esse triste episódio chocou os moradores do Caic, onde ocorreu a tragédia. É que ele estava trancado em casa na companhia de outra criança, o irmão Marcos Bruno (ver-se foto abaixo), de apenas cinco anos. O pai Antonio Marcos Lima Neto, mecânico, encontrava-se no trabalho, enquanto a mãe Antonia Luzenira Soares havia saído para visitar um parente no hospital Regional Hélio Morais Marinho. Se no momento estivesse um adulto em casa, a tragédia não teria acontecido com morte, e sim, com o incêndio na casa. A tragédia poderia ter sido ainda maior, não fosse a coragem de alguns vizinhos que quebraram a porta da frente da casa para salvar Marcos Bruno. O menino gritava apavorado com o avanço das chamas, despertando a curiosidade dos vizinhos, que perceberam o incêndio e agiram rapidamente. Quando conseguiram entrar na casa, Marcos Rodrigues já estava totalmente carbonizado.
16/06//1999 -  O  jornalista da sucursal do Jornal Gazeta do Oeste, em Apodi, Márcio Morais, quando estava na calçada de sua residência, sofreu ma tentativa de homicídio, quando dois homens de capacetes e ocupando uma moto atiraram várias vezes contra ele e foi atingido com um tiro na coxa direira. Márcio estava com pessoas da família, que não foram atingidas.
24/06/1999 – Uma ação ousada e sem procedência aconteceu na madrugada desse dia em Felipe Guerra. Dois homens desconhecidos assaltaram a Delegacia de Polícia local e levaram uma metralhadora, um colete à prova de balas e dois revólver – equipamentos da corporação.
     Assaltar uma delegacia naquela época era um fato ousado, hoje em dias, isso é normal. Foi o primeiro caso Sui gêneris acontecido no Estado do Rio Grande do Norte.  Já passava da meia-noite quando os assaltantes chegaram à DP de Felipe Guerra e bateram na porta. O soldado Alexsandro Alves de Oliveira, imaginando trattar-se de uma ocorrência, abriu a porta e logo foi surpreendido. Os bandidos invadiram a Delegacia e renderam o outro soldado PM de nome Bartolomeu.
13/09/1999 – A adolescente Karla Patrícia de Araújo, 18 anos, grávida de cinco meses, se matou enforcada embaixo de uma oiticica, perto de sua casa, no sítio São Romão, em Caraúbas. Ela utilizou uma corda para se matar, por volta das 22 horas de segunda feira. A vítima não deixou nada escrito sobre sua atitude.
18/12/1999 – Oito homens fortemente armados renderam 3 policiais, tomaram as armas e entraram na agência do Banco do Brasil, filial de Apodi. A quadrilha era chefiada por Pedro Rocha com participações do ex-PM Aroldo de Morais e Valdetário e levaram a importância de 53 mil reais, destinados ao pagamento do 13º salário dos funcionários do Estado.
     A quadrilha, que chegou ao banco às 14h28, utilizou dois carros: um Kadett escuro e um Vectra branco. Dois assaltantes sem capuz chegaram a pé e renderam os 3 soldados. Eles cortaram as cordas que foram colocadas para impedir o trânsito perto do banco. Harodo de Morais desceu do Vectra e recebeu dois tiros de revólver calibre 38 no peito, mas, com o coltete à prova de balas, não foi ferido. o assaltante engatilhou o seu fuzil ar-15 para revidar, mas reconheceu o seu ex-Companheiro de farda e desviopu a mira. Os tiros foram nas paredes da casa de propriedade de Neném de Tonico, ao lado do banco. Ocorreu um comentário na cidade que o policial nesse ínterim defecou na roupa com o susto.
     Os dois assaltantes, que haviam chegado a pé na agência, entraram no banco atirando nas portas de vidro, para intimidar os funcionários. O gerente da agência. O gerente da agência assaltada era o senhor Henrique Holanda Neto.
     23/12/1999 -  MÉDICO João Pereira da Silva¸ irmão do prefeito de Caraúbas, o capitão m´pedico Aguinaldo Pereira foi metralhado com vários tiros de calibres variados, fato registrado por volta das 22h50 dessa data, por quatro homens desconhecidos que chegaram numa perua Blazer e começaram a atirar.
João Pereira estava na calçada da residência de Rita Batista, no momento em que os matadores chegaram. Ele conversava tranquilamente com a enfermeira Valquiria Batista da Silva, 34, e outras duas mulheres conhecidas por Monique e Amélia.
  Com o primeiro tiro, João Pereira correu para dentro de casa, mas os homens foram inistentes e o perseguiram até mat-a-lo. Deram outro  tiro na perna do médico, que caiu. Em seguida, os homens dispararam dezenas de tiros de espingarda calibre 12. fuzil AR-15, pistolas automáticas em João Pereira. Dois tiros de 12 atingiram o tórax do médico, que morreu n o quarto da casa.
Outras três pessoas saíram feridas do tiroteio, a enfermeira Valquiria foi conduzida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, com vários tiros na região abdominal, e foi operada, mas resistiu os ferimentos e veio a óbito.

23/01/2000 -  O que era para ser um final de semana de lazer e alegria para os familiares e amigos do estudante Erick Anderson de Lima, 18 anos, e do agricultor José Nilson de Andrade, 36 anos, natural de Apodi, filho de  José Caetano de Andrade e de Maria do Carmo de Andrade, que residiam em Apodi, terminou em tragédia na Barragem Júlio Marinho da Mota. Erick Anderson estava com amigos e familiares pulando da parede da barragem para dentro d’água  e por volta das 13 horas de domingo, e numa das vezes ele não veio à tona. Várias pessoas que tomavam banho na barragem se uniram para retirar  da água o corpo de Anderson, usando redes e tarrafas. A polícia, sem equipamento de mergulho pouco pôde fazer.
     No mesmo local onde Anderson se afogou, os moradores terminaram encontrando, por volta da meia noite, o corpo do agricultor José Nilson, que foi visto pela última vez bebendo com amigos numa barraca ao lado da barragem.
09/04/2000 – O agricultor José Valentim Neto, 35 anos, que residia no Sítio Santana, entre os municípios de Caraúbas e Felipe Guerra, foi morto com três tiros de revólver desfechado pelo seu cunhado, conhecido por Galego Cigano. O inquérito Policial foi instaurado pelo bacharel Inácio Rodrigues de Lima Neto, delegado de Caraúbas.
23/05/2000 – O comerciante Josenildo Bezerra dos Santos, 32 anos, conhecido por Josa, desferiu ,
Mais de vinte facadas na própria mulher Antonia Luz Noronha, 33 anosàs 21 horas dessa dara. Josa foi preso em flagrante e Antonia da Luz foi conduzida para O Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Josa e Antonia eram casados há 16 anos  e pai de 3 filhas e nesse dia esfaqueou a esposa quando a mesma estava dormindo num dos quartos da casa. Antonia da Luz passou por várias cirurgias, mas por felicidade reistiu os ferimentos.
11/09/2000 -        O agricultor Antonio Ubirajara de Oliveira, 38 anos, que residia na comunidade de Malhada Vermelha, em Severiano Melo, foi assassinado por volta das 20 horas a pauladas e pedradas em uma estrada carroçável próximo a BR 405, pelos  elementos José Ivanaldo de Freitas, 21 anos, e Edílson Ferreira de Oliveira, 19. O crime foi friamente planejado pelos assassinos, os dois homicidas que são primos, passaram a tarde rondando a localidade de Malhada Vermelha, os dois começaram a beber junto com a vítima e por volta das 20 horas, Antonio Ubirajara foi convencido a sair com os dois acusados em uma moto Titan. Em uma  estrada carroçável entre o centro urbano de Severiano Melo e a localidade de Malhada Vermelaha, os assassinos mudaram a rota, entrando numa estrada carroçável e mataram Antonio Ubirajara
11/09/2000 -        O agticultor Antonio Ubirajara de Oliveira, 38 anos, que residia na comunidade de Malhada Vermelha, em Severiano Melo, foi assassinado por volta das 20 horas a pauladas e pedradas em uma estrada carroçável próximo a BR 405, pelos  elementos José Ivanaldo de Freitas, 21 anos, e Edílson Ferreira de Oliveira, 19. O crime foi friamente planejado pelos assassinos, os dois homicidas que são primos, passaram a tarde rondando a localidade de Malhada Vermelha, os dois começaram a beber junto com a vítima e por volta das 20 horas, Antonio Ubirajara foi convencido a sair com os dois acusados em uma moto Titan. Em uma  estrada carroçável entre o centro urbano de Severiano Melo e a localidade de Malhada Vermelaha, os assassinos mudaram a rota, entrando numa estrada carroçável e mataram Antonio Ubirajara
05/11/2000 – o aposentado João Nogueira de Morais, 73 anos, que residia no sítio São Lourenço, em Apodi, foi encontrado morto com um tiro no joelho e uma forte pancada na cabeça. A vítima havia saído de casa por volta das 7 horas para ir deixar umas vacas em um cercado próximo ao local onde foi encontrado morto as 10 horas.
10/11/2000 – A dona de casa Maria Dilma de Queiroz, 40 anos, que residia no sítio Floresta, em Severiano Melo, foi morta com golpes de foice e de faca-peixeira desferidos pelo seu cunhado Nilton Bezerra de Queiroz, fato registrado ao meio dia no sítio Floresta. O motivo teria sido uma vingança.Maria Dilma que era portadora de deficiência mental, desferiu 3 pauladas na cabeça da filha de Nilton Bezerra por motivo fútil. Nilton Bezerra vinha chegando em casa do trabalho com uma foice na mão nesse ínterim, ele não se conteve ao ver a filha contorcendo-se no chão e deu 3 golpes de foice na cabeça e duas cutiladas de faca-peixeira no tórax de Maria Dilma. A vítima ainda foi conduzida com vida para o Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Apodi, de foi foi transferida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, não resistido os graves ferimentos veio a óbito.
     A filha de Ninton Bezerra também foi levada o hospital de Apodi e transferida para Mossoró, apresentadno sintomas de traumatismo craniano encefálico e ficou várias dias na UTI.
17/01/2001 – O VIGILANTE Paulo Roberto de Farias, 35 anos, foi assassinado com dois tiros de revólver, fato registrado no Posto de Combustível União, de propriedade do empresário Luiz Gonzaga de Melo, as 23 horas. A vítima estava armado com um revólver calibre 38, mas não teve tempo de reagir. Os assassinos, que estavam em uma moto chegaram e mataram o vigia e fugiram pela BR405, com destino a Mossoró.
     A vítima foi encontrada agonizando com dois tiros no tórax por populares que ouviram os tiros e foram olhar o que estava se passando.
20/03/2001 – O comerciante Luiz Carlos Marinho Dantas,  18 anos,que residia na Rua Manoel Antonio, 125, matou-se enforcado no quarto onde dormia, na residência dos pais, os comerciantes Luiz Dantas da Silva e Maria Lúcia Marinho e Silva. A vítima estava depressivo havia vários meses. Bebia muito, sendo que algumas vezes passava dos limites. Não trabalhava. Seus pais davam tudo que ele precisava. Nesse dia, Luiz Carlos chegou em casa, não falou nada com as pessoas presentes, entrou no quarto e ficou em silêncio. Algum tempo depois sua irmã foi chama-lo para jantar e o encontrou pendurado nos punhos de sua rede.
26/03/2001 – O  apodeiense Luiz Xavier Fernandes, 28 anos, “Cabeleudo”, QUE RESIDIA NO Conjunto Vingt Rosado, em Mossoró, foi morto na localidade de Mulunguzinho, próximo a Serra do Mel, com um tiro na cabeça e outro no tórax.O irmão de Cabeleudo conhecido por Dedezinho havia sido massassinado em 12 de maio de 1998, próximo ao cemitério de Apodi. Meses depois, quando Cabeludo pilotava sua moto com destino a Mossoró, sofreu um atentado a bala sendo atingido quatro vezes. Ele atribuiu o fato ao inimigo Besouro.
30/06/2001 – O agricultor Aluízio Lima de Souza, 40 anos, matou seu companheiro de profissão e de bebedeira Nivaldo Gomes Cavalcante, 54 anos, fato registrado na casa da vítima, no bairro Nossa Senhora das Dores na cidade de Itaú, o qual foi preso em flagrante pelo delegado local, o sargento Jadir Lima da Silva. Nivaldo havia dado uma facada em Aluízio. O tempo passou e os dois voltaram a ser falar normalmente. Inclusive, eram vistos bebendo juntos constantemente. Aluízio aproveitou que Nivaldo estava dormindo numa rede em casa sozinho, aproximou-se e o matou com uma facada no peito.
01/07/2001 – O agricultor Severino Antonio de Oliveira, 48 anos, que residia no bairro Alto da Boa Vista, em Caraúbas, foi assassinado com 3 tiros de espingarda na cabeça e um no tórax. A vítima vinha de uma pescarria de bicicleta com o amigo Antonio Nero da Silva. Dois homens armados com uma espingarda saíram do mato e começaram a atirar.
20/07/2001 – A estudante Isabele Cristina Linhares, 15 anos, residente em Caraúbas, se matou com um tiro no ouvido, fato registrado às 17h30. Isabele Cristina deixou uma carta explicando o porque de sua atitude. “Me matei porque amava uma pessoa demais. Essa pessoa é comprometida e não possp o revelar o nome”. Disse Isabele em sua carta, acrescentando ainda que havia tentado esquece-lo, o que não foi possível.
04/09/2001 – Por volta das 9 horas, quatro homens, três deles encapuzados e armados com pistolas semi-automáticas e fuzis, invadiram a agência dos Correios da cidade de Felipe Guerra e fugiram levando cerca de 15 mil reais. Ação dos bandidos durou cerca de 20 minutos, e a fuga eles levaram a chefe dos Correios Maria do Socorro Costa, como refém.
     Maria do Socorro foi liberada numa estrada carroçável do Sítio Góis, às margens da BR 405.  O soldado PM Deusivan Laurindo da Silva que estava ao lado da agência foi dominado e obrigado a se deitar. Os assaltantes levaram o revólver de Deusivan e do outro soldado, além dr dois fuzis da Polícia Militar.
     O sargento PM Wanderlei Raposo de Oliveira, delegado de Polícia de Felipe Guerra, chegou aos Correios exatamente no momento em que a quadrilha de assaltantes agia. O soldado Deusivan estava dominado bo chão e gritou para que o sargento Oliveira não se aproximasse, pois ele e todos os reféns estavam sendo ameaçados, caso ele chegasse. O sargento Oliveira agiu como um herói ou  como um policial destemido. Ao perceber que os Correios estavam sendo assaltados sacou sua arma e começou a atirar nos bandidos. Um deles foi atingido no braço, enquanto os demais procuravam cercar o policial que se escondia por trás de um trailler.
     “Esse sargento ou ´r muito corajoso ou é doido. Enfrentar uma quadrilha fortemente armada foi coisa de cinema”. O carro do sargento Oliveira, um Pálio branci, placa MYB-5218,Natal, foi atingido pelos tiros.
12/09/2001 – Foi sepultado no demitério de Felipe Guerra o agropecuarista  Luiz Benevides Carneiro, o“Doutor Benevides Carneiro”,53 anos, natural de Felipe Guerra, nascido a 27 de junho de 1948, filho de Francisco Benevides Carneiro, 88 anos, conhecido popularmente por Chiquinho de Andrade e de Joana Valentim, 84 anos. Doutor Benevides morreu de infarto na Casa de Custódia de Terezina-PI, quando tomava banho de sol. Os pais de Doutor Benevides acompanharam o velório demonstrando intranqüilidade, diante dos últimos acontecimentos. Chiquinho numa rápida conversa com o repórter do Jornal de Fato, foi indagado sobre como estava se sentindo com a morte do filho. “As coisas estão tão ruim que não é nem bom a gente falar, disse Chiquinho. A mãe de Doutor,  dona Joana Valentim, preferiu não tocar no assunto, limitando-se a chorar.
     O sepultado foi marcado com a presença das Polícias Militar, Civil e Federal, que não deram trégua para a aproximação do mecânico Valdetário Benevides e de outros parentes que estão foragidos. A polícia montou barreira na entrada da cidade (BR 405) e em diversos pontos do Centro. Mesmo assim, surgiram rumores na cidade de que Valdetário estava dentro do cemitério aguardando a chegada do corpo, e assistiu ao sepultamento. O fato não foi confirmado pela família. Os comentários eram de que Ele estava vestido com roupas femininas.


     O sepultamento foi acompanhado por familiares e amigos da famíliua Carneiro
26/09/2001 – O marcineiro Francisco de Assis de Azevedo, 44 anos, “Chiquinho de Zé Barbeiro”, reidente naq Rua Coronel Antonio Bento, 539, bairro Leandro Bezerra, em Caraúbas, tentou matar a tiros o promotor de Justiça da comarca de Caraúbas, Dr. Silvio Roberto de Souza Lima. O fato foi registrado as ll horas no interior do Fórum Municipal “Teotônio Neves de Brito”, em Caraúbas, quando o promotor estava em seu gabinete de travalho. Chiquinho de Zé Barbeiro foi preso em flagrante de delito por tentativa de homicídio. Chiquinho nantinha em sua casa um irmão em cárcere privado, por ser doente mental. O promotor Silvio Roberto, ex-locutor da Rádio Difuzora de Mossoró, tomou conhecimento do fato, e foi comversar com ele, recebendo a promessa de que o caso seria resolvido. Chiquinho, logo após fazer a promessa ao promotor, foi a um bar e se embriagou, retornando ao Fórum para agredir o promotor. O marcineiro invadiu O Fórum e agrediu fisicamente o promotor. No entanto, tentou tomar a pistola do promotor Silvio Roberto, mas foi dominado por funcionários e pelo próprio promotor, que chamou a polícia.

30/07/2001 – Uma grande tragédia em família foi registrada na cidade de Apodi, quando o filho José   Everton Gurgel (07/05/1951) assassinou seu próprio pai, o comerciante Aurino Gurgel (21/04/1926). O ex-bancário José Everton não deixou nenhuma explicação para sua atitude de matar o próprio pai com um tiro na cabeça, e depois se matar com um tiro no ouvido direito. Na época da tragédia alguns familiares relataram que “Wertinho’ – como era conhecido o suicida – enfrentava dificuldades financeiras desde que aderiu ao Programa de Demissão Voluntária (PDV) do Banco do Brasil, onde trabalhava. Wertinho chegou ao estabelecimento comercial do pai, localizado  na Rua Benjamim Constant, ao lado do mercado público, no início da tarde. Minutos depois, ele praticou o crime, sem que a conversa entre pai e filho tenha sido testemunhada. Surgiram comentários que o filho  estava querendo que o pai lhe desse certa quantia em dinheiro, como não foi atendido cometeu o homicídio e o suicídio. Dias depois a família manda fazer uma reforma no prédio comercial onde aconteceu a  tragédia e um dos trabalhadores encontraram a quantia de cinco mil reais escondido numa papelada.
11/10/2001 – O doente mental Josenilson Bezerra Néri, 24 anos, morreu ao pular dentro de uma cirtena no CAIC-Centro de  Apoio Integrado à Criança), por volta das 17 horas. A reação da população foi imediata contra o descaso da direção do Caic, que deixa uma cisterna aberta o que representa perigo de morte.
12/10/2001 – O agricultor Francisco Damião da Silva, 50 anos, que residia no sítio Quebrada, em Severiano Melo, suicidou-se às 15 horas em sua residência com um tiro de espingarda na bocarou a espingarda com o cano dentro da boca, e com o dedo grande do pé direito acionou o gatilho.
01/01/2002 – O mototaxista Francisco Hegiciano das Chagas, 22 anos, o Buchudinho, residente na Rua Lui´z Inácio, 239, em Caraúbas, matou a mulher Maria Genilda Ferreira Ramos, 24 anos, às 13 horas, com um tiro. O crime aconteceu na casa dos pais da vítima no bairro Antonio Bezerra. O casal era visto constantemente discutindo. No dia do fato, Maria Genilda não suportou mais o ciúme do marido e foi para a casa dos pais. Buchudinho avisou que mataraia Maria, caso não desistisse de ir para a casa dos pais.
09/01/2002 – O agropecuarista Antonio Cardoso, 56 anos., foi executado com 12 tiros nas pernas, outro no tórax e um  na nuca. O agropecuarista era muto conhecido em Caraúbas,. Além de ser prprietário de um sítio naquele município e tinha também várias casas alugadas na cidade de Caraúbas. Não tinha inimigo, pelo contrário, era um homem de boas amizades. A vítima havia saído de casa por volta do meio-dia para capinar suas terras. No final da tarde, um dos vaqueiros que trabalhavam para ele o encontrou morto. O vaqueiro ainda avistou os assassinos fugindo em uma moto.

17/02/2002 – A agência do Banco do Brasil de Apodi amanheceu o dia com a parede da parte de trás arrombada. O ato ocorreu durante a noite e madrugada. Os meliantes, de acordo com a perícia efetuada no local pelo ITEP de Mossoró, ainda chegaram a entrar no estabelecimento, mas não conseguiram levar nenhuma importância em dinheiro.
08/04/2002 -  O Taxista Antonio Genildo da Costa, 58 anos, que residia na Rua Presidente João Goulart, 143. Ele foi encontrado morto dentro de seu carro, um Fiat Uno, cor branca. Ele morreu com um tiro no ouvido esquerdo, disparado provavelmente á queima roupa, por volta da meia noite de domingo.
20/04/2002 – O cobrador de alternativo Leodécio da Silva Dantas, 26 anos, que residia na Rua Lucas Matias, 36, no bairro do Quartel, em Caraúbas, foi assassinado com 3 tiros de pistola calibre 380, sendo dois na cabeça e um nas costas. O fato aconteceu às 6 horas, quando a Besta que fazia a linha Patu/Mossoró, na qual trabalhava Leodécio, passava pelo sítio, em Caraúbas. Dois elementos usando capecete pararam o alternativo e pediram que o cobrador descesse. Depois disso mandaram que o motorista seguisse viagem e que somente retornasse depois de 20 minutos. Quando retornou ao local, o motorista constatou que Leodécio terido execurtado.
24/05/2002 – Uma manobra radical pratica por uma carreta na BR 405, em frente à Sucata São Francisco, em Apodi, acarretou na morte do vigilante Raimundo Francisco Filho, 28 anos, que residia na Rua Hélio Morais Marinho, 31, Apodi. Ele pilotava a sua moto de cor verde e placa MXU-8919-RN, quando a mesma foi trancada na pista pelo veículo longo. A colisão lateral fez com que o condutor da moto fosse ao chão e sofresse uma forte pancada que lhe ocasionou Traumatismo Craniano Rncefálico-TCE. Ele morreu quando era conduzido para o Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Apodi.
26/05/2002 – a residência da Doutora Katiana Socolovski, juíza da comarca de Apodi, localizada na Rua Manoel Pedro Viana, bairro Cruz de Almas, em Apodi, foi arrombada e seu interior subtraídos um televisor de 14 polegadas e um receptador de antena parabólica. O fato foi constatado na manhã de segunda feira por um caseiro, enquanto a magistrada se encontra de férias e ausente da comarca. O ITEP esteve no local e realizou perícias.
03/06/2002  - O preso de justiça Cícero Iramar Terto da Cruz, 40 anos, natural de Alexandria, que residia no sítio Condado, em Severiano Melo, enforcou-se na manhã dessa data no interior de uma cela da Delegacia de Polícia de Severiano Melo, onde tinha sido preso mediante mandado de prisão expedido pela comarca de Alexandria por haver assassinado há vários anos uma pessoa naquela cidade e se encontrava escondido no município de Severiano Melo. O mesmo resolveu pôr fim em sua própria vida depois que tomou conhecimento que deveria ser transferido para a delegacia de Alexanadria, o que o mesmo estaria tentando evitar essa transferência. Minutos antes, a vítima havia recebido uma visita de sua esposa, a quem pediu que intercedesse ao vereador da cidade, conhecido por Edgar, para que a transferência não fosse feita
16/06/2002 – O ex-presidiário Raimundo Nonato Moura, o “Raimundo de Lalau”, 44 anos, que residia na Rua Bento Neto,, s/nº, em Caraúbas, foi assassinado com um gope de faca-peixeira à altutura do peito esquerdo, que lhe atingiu o coração, desferido por seu vizinho, Jailson Barros de Almeida, 40 anos. O crime aconteceu por volta das 16 horas, em um quisque da vitima, nas proximidasdes da estação rodoviária, onde deu-se o início a discussão, Raimundo de Lalau ainda chegou a ser conduzido ao Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, onde faleceu, não resistindo à gravidade dos ferimentos. A vítima e acusado j´pa tinham uma rixa algum tempo, por conta de um portão que servia à casa da vítima, mas encontrava se nos fundos do acusado. ‘Sempre que precisava entrar em seu terreno, a vítima tinha que passar pela propriedade do acusado, o que já vimha gerando uma confusão há cerca de um mês.
03/08/2002 – Caraúbas foi palco de três mortes -  O comerciante  Francisco Chagas de Almeida, o “Chico de Vital’, residente em Caraúbas, estava sentado na calçada de seu estabelecimento comercial, na praça Elizabete Elita de Lima, quando foi surpreendido por Francisco Wilton e Givanildo dos Santos Souza,          “Vila Nova”, na intenção de vingar a morte de David Nogueira. Ouve troca de tiros e os envolvidos morreram instaneamente. Cosme Geminiano, que estava em sua casa, a poucos metros da cena do crime, num primeiro momento foi acusado de sair em defesa do irmão e ter eliminado os dois inimigos. No entanto, ele negou as denúncias dizendo que estava no quintal de sua casa quando ouviu os disparos. Ao sair à calçada já presenciou seu irmão, “Chico de Vital”, e Francisco Wilton caídos. Disparou vários tiros, mas não sabe quem matou o outro
10/08/2002 – O agricultor Braz Ferreira de  Lima, teve morte por envenenamento. O fato aconteceu na Fazenda Santana, município de Apodi. A gricultor resolveu pôr fim à próxima voda, ingerindo certa quantidade de veneno.
16/08/2002 – O comerciante Amauri Fernandes, 51 anos, que residia na Rua Ubaldo Fernandes, 35, no bairro Sebastião Maltez, em Caraúbas suicidou-se prendendo-se numa corda em um armador no interior do Clube ESSEC, arrendado pelo mesmo há algum tempo.
21/08/2002 – O servente de pedreiro Cláudio Eduardo da Silva, vulgo “Pingo”, 22 anos, residente na Rua Di Amaral, bairro Cruz de Almas, em Apodi, foi preso e autuado em flagrante de delito pela acusaão de ter estuprado uma mulher, fao este evidenciado na madrugada de quarta-feira. Ele  já se preparava para deixar a cidade quando foi localizado em sua casa por uma guarnição da Rádio Patrulha da Companhia de Polícia de Apodi e conduzido para a DP local. Na presença do bacharel Raimundo Lucena, o mesmo confirmou todas as denúncias feitas pela vítima, que foi submetida a exame de conjunção no ITEP. A vítima se dirigia para sua casa, no mesmo bairro em que Pingo mora, quando foi atacada em um lugar escuro. O estuprador estava com uma faca-peixeira na mão e passou a ameaçar a vítima de morte caso não se submetesse a seus caprichos.Ele dizia que numa esquina se encontravam dois companheiros seus dispostos a mata-la depois de saciar os desejos. Ante o medo de ser assassinada a mulher cedeu.
     Imediatamente após ter sido violentada sexualmente,a  vítima procurou a polícia e denunciou o caso. Pingo passou quase 3 anos da cadeia.
= Pingo confessou a autoria do delito.
25/09/2002 – Uma discussão envolvendo assuntos relativos o pleito eleitoral de 2002 terminou com uma morte, fato registrado no Distrito de São Geraldo, em Caraúbas. O coveiro José Valdir, 54 anos, foi assassinado com seis cutiladas de faca-peixeira, desferida pelo pedreiro Josué Lino, 46 anos. Por volta das 20 horas vítima e acusado começaram uma discussão por causa da política, chegaram aos extremos da discórdia e José Valdir abanodonou o local, indo embora para a sua casa. Josué Lino se dirigiu até a sua moradia, armou-se com a faca e resolveu acertar as contas com o adversário, que foi eliminado sem chances de esboçar defesa.
06/10/2002 – A doméstica Francisca Maria da Conceição Morais, 40 anos, residente na Rua da Saúde, em Apodi, sofreu um grave acidente automobilístico durante uma movimentação política realizada na Rua Joaquim Teixeira de Moura, por um veículo não identificado. A vítima foi conduzida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, permancendo na UTI até o dia 10 de outubro, não resistindo à gravidade dos ferimentos, veio  óbito por volta das 18 horas.
19/10/2002 – O GUARDA MUNCIPAL Francisco das Chagas Viana, 41 anos, que residia na Rua Lino Gama, bairro Leandro Bezerra, em Caraúbas, matou com 4 tiros de revólver a dona de casa Esmeralda Ferreira da Cruz Souza, 37 anos, ‘Vanda”, que residia na Rua Pedro Câmara, 162, bairro Leandro Bezerra, e em seguida se matou com um tiro no ouvido. A mulher morreu no local e Francisco morreu dentro de uma ambulância quando era transportado para Mossoró. O crime chocou toda a cidade, que sepultou os corpos pela tarde do dia seguinte no cemitério público.
     Os dois quando viviam juntos brigavam sempre. Sexta-feira à tarde, ele saiu de casa dizendo que ia matar Vanda, Ninguém acreditou no que ele falara. Francisco era solteiro e não tinha nenhum filho com Vanda. Ele não tinha filho com ela, mas trabalhava para sustentar Vanda e seus filhos.
05/11/2002 – Um acidente provocado pela queda de uma parede levou a óbito o servente de pedreiro José Baldino de Moura que residia na Rua Elizeu Dantas, 116, em Rodolfo Fernandes. Ele estava escavando nas proximidades de um casarão, na Rua Martiniano de Melo, no bairro Alto São Manoel, quando a parede desabou sobre, atingido-o. A vítima estava em seu trabalho, quando aconteceu o acidente
27/11/2002 -  Uma ousada ação por parte de uma quadrilha de assaltantes movimentou a cidade de Severiano Melo. Cinco homens armados de pistolas 45 e espingardas 12, euma S10, cor branca, assaltaram  a Loteria Esportiva, no centro, de propriedade de Francisco Gomes Sobrinho – Chico do Mudo, que realizava o pagamento de funcionários da Prefeitura.
     O assalto aconteceu por volta das 11 horas, quando os assaltantes chegaram no local e renderam o sargento Jota Maria e os soldados Rones e Glauber que se encontravam no local, tomando-lhe armas e coletes à prova de balas. Quatro elementos desceram da Pick-up, enquanto o quinto permaneceu no volante, esperando os demais.
     Dois elementos encapuzados adentraram na Loteria, enquanto que outros dois permaneceram na porta do estabelecimento. O assalto rendeu aos assaltantes a importância de 15 mil reais.
11/11/2002 – Uma discussão seguida de luta corporal, motivada por bebida alcólica, resultou na morte do agricultor Antonio Narcísio de Oliveira, 32 anos, que morava no sítio Ameno, em Apodi. Ele foi assassinado com uma cutilada de faca-peixeira no pescoço desferida pelo indivíduo Ednaldo Natista Bernardino, vulgo “BOBOY”.
05/12/2002 – Um acidente envolvendo um Corsa, de cor  branco, placa MYD-7085-Natal, levou a óbito na manhã desse dia dois dos quatro passageiros que se deslocavam da capital do Estado à cidade de Pau dos Ferros para acompanhar a reta final dos alusivos à padroeira da cidade, Nossa Senhora da Conceioção.
     No acidente que aconteceu na RN 233 que interliga o município de Caraubas a Apodi, altura da comunidade de São Geraldo morreu a médica Angelina Siqueira, 51 e a professora universitária Maria da Conceição Siqueira. Protegidos pelo cinto, o engenheiro Francisco Xavier e o veterinário José Xavier saíram ilesos do acidente e conseguiram remover com a ajuda de populares as irmãs Maria da Conceição, que morreu “in-loco” com traumatismo craniano, e a médica Angelina Siqueira, ainda com vida. Ambas dispensaram o uso do cinto de segurança durante a viagem.
     Auxiliados por populares e por uma equipe da empresa Conterra, as vítimas foram conduzidas para o Hospital Regional de Caraúbas, onde aaNGELINA VEIO A ÓBITO
19/12/2002 – O motaxista Raimundo Nonato da Silva Oliveira, que residia na cidade de Apodi,  na Rua Alcivan Pinto, nº 19, foi assassinado na comunidade de Soledade. A vítima foi solicitada por uma pessoa não identificada para fazer uma viagem até aquela comunidade, cuja pessoa tomou a moto de assalto e em seguida, tendo em vista a reação da vítima, o assaltante o assassinou.
10/02/2003 – Uma emboscada com fortes características de vingança foi registrada na cidade de Itaú. O agricultor Francisco Xavier, 47 anos, foi eliminado a golpes de foice em frente a sua residência por pessoas não identificadas, na rua Projetada, no bairro Parabólica.
16/02/2003  - O agricultor José Francisco, vulgo “QUITO”, residente na comunidade de Melancias, em Apodi, sofreu um grave acidente de domingo último. Ele se encontrava na parte mais alta do paredão da Barragem de Santa Cruz e ao tentar descer um dos degraus escerregou e despencou, caindo na parte de baixo, ao lado de fora do reservatório. Com escoriações por todo o corpo, a vítima teve de ser conduzido às pressas para o Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Apodi, onde recebeu os cuidados médicos. Por sorte José Francisco resistiu os graves ferimentos. Fato dessa natureza não é difíciceis de acontecer na Barragem Santa Cruz. No local, não existe vigilância. Enquanto isso, alguns visitantes costumam descer pelos 5º degraus do reservatório. Um perigo total.
21/02/2003 – O estudante José Márcio Bezerra dos Santos, 14 anos, que morava no sítio Morada Nova, na divisa entre o município de Apodi com o Estado do Ceará. Ele manuseava uma espingarda bate-bucha quando a mesma disparou contra o seu peito esquerdo, alojando a pólvora a poucos centímetros do coração.
30/03/2003 – O agricultor Manoel Moreira de Souza Sobrinho, casado, residente no sítio Várzea da Caeira, Apodi, cometeu suicídio, utilizando uma camisa. O Ato de por fim à própria vida teria sido, segundo a polícia de Apodi, justificado por uma profunda depressão que o mesmo vinha sofrendo.
22/03/2003 – O agricultor Cornélio Freire de Oliveira, que residia na Rua Adrião Bezerra, s/nº, bairro de Lagoa Seca, Apodi, foi assassinado com 4 cutiladas de faca-peixeira no abdômen. A vítima teve morte ao dar entrada no hospital Regional Hélio Morais Marinho. O autor do delito foi o funcionário público Francisco Marcos Bezerra. 33 anos, conhecido popularmente pela alcunha de “Marcos de João Bevenuto”, residente na Rua Nossa Senhora DA Conceição, no bairro Malvinas. O motivo desse delito foi originada devido a uma dívida que Cornélio tinha junto a Marcos.
09/04/2003 -  O vaqueiro Benedito Eugênio da Silva, 38 anos, que residia na Rua Maria de Fátima, 284, Bairro do Alto da Liberdade, em Caraúbas, foi assassinado pela manhã nas proximidades de sua casa, numa emboscada montada por pessoas não identificadas. A vítima que trabalhava no parque de vaquejadas de propriedade de Elinaldo Simão Pereira, foi eliminada com tiros de espingarda calibre 12, na região tórax.
18/04/2003 – A débil-mental e viciada em drogas Maria  Josedet de Oliveira, a Jozi, 30 anos, filha do saudoso Bil Fogueteiro, violou o túmulo de Raimunda Gomes de Oliveira, conhecida como “Mundinha”. Raimunda Gomes havia falecido a poucos dias em Natal e somente no dia 18 de abril seu corpo foi sepultado. No dia seguinte foi encontrada fora da cova, completamente despida e com o pescoço cortado. Este caso  revolta a população apodiense, haja vítima ter um bom relacionamento com todos. Para a polícia, acredita que foram várias pessoas autora da violação, apesar de Jozi ter confessada ter sido ela sozinha que procedeu a esse delito.
28/04/2003 – O agricultor Francisco Fernandes da Silva, 29 anos, que residia à Rua Benjamin Constant, s/nº - Centro – Caraúbas, foi executado a tiros por volta da meia-noite, a poucos metros de sua residência com cerca 15 tiros de vários calibres, disparados por 4 homens, utilizando um Ford Del Rey.
19/08/2003 – O agricultor Geraldo Leite da Costa, 56 anos, foi assassinado a pauladas, fato registrado no bairro Bico Torto, na cidade de Apodi
22/08/2003 – O servente de pedreiro Josué Lino, que residia na rua 7 de Setembro, bairro Lagoa Seca, na cidade de Apodi, foi assassinado em via pública por volta das 14 horas, quando trabalhava na duplicação da BR 405, perímetro urbano de Apodi, quando dois homens chegaram numa moto e um deles efetuou cinco tiros de revólver à queima-roupa, quase todos atingindo a região da cabeça. A vítima há cerca de um ano havia cometido um homicídio na vila de São Geraldo, município de Caraúbas.
25/08/2003  - O agricultor Ricardo Rimar Gama Nunes, 22 anos assassinou a sua ex-sogra Rita Sampaio de Lima, 69 anos, que residia na Rua Severo Gomes, 278, Baixa do Caic, além de deixar ferido, a pessoa de “José Fera”. O acusado foi preso em flagrante às 18 horas, na Vila de Soledade, pelo Dr. José Clayton Pinho de Souza.
21/09/2003 – O taxista José Holanda da Costa, popularmente conhecido como “Zé de Corina”, que residia na Rua Luiz de Jacinto, bairro Lagoa Seca, foi assassinado por ocasião da realização de um forró no sítio Água Fria,  zona rural de Apodi, com vários tiros de revólver calibre 38, desfechado pelo indivíduo Antonio Jacinto de Oliveira
21/09/2003 – A ESTUDANTE Patrícia da Silva, 16 anos, que residia no bairro Leandro Bezerra, na cidade de Caraúbas foi assassinada pelo seu amante conhecido popularmente pelo apelido de Bob Esponja, com 17 anos. Ela foi estrangulada com um golpe mortal. A vítima vivia maritalmente com o criminoso numa pequena casa no bairro Leandro Bezerra.
22/09/2003 – A domestica Antônia Pereira Viana, 39 anos, resolveu pôr fim à própria vida, utilizando um pedaço de fio de cobre preso a um dos armadores da cela da Delegacia de Polícia da cidade de Severiano Melo, a qual estava presa por ter matado o marido a facadas Francisco Jaedson de Lucena Oliveira, o Nego.
25/09/2003 – Dois homens ocupando uma moto e usando uma pistola 9 milímetros mataram por volta das 16 horas, o gazeteiro Wasterlan Guilherme da Silva, 28 anos, o “Branco”, que residia no Conjunto Nestor Fernandes, em Caraúbas, quando estava sentado numa cadeira na lateral de sua casa. A vítima vendia o jorgal Gazeta do oeste EM Caraúbas, tendo começado a função de gazeteiro há anos.
02/10/2003 – O comerciante Francisco Valmar Neto, o “Baiaca”, foi preso em Caraúbas e trasnsferido para Apodi, em cumprimento ao mandato de prisão preventiva expedido pelo Juiz da Comaraca de Apodi, Dr. Luiz Felipe Lück Marroquino. Baiaca juntamente com os assaltantes:  Francisco José da Silca, ‘Chico Cangaia” , Luiz Lucas Neto, Valdir Felipe Diniz, o “Catatau’, Antonio Moura, “Nego Velho’,  no dia 23 de junho de 2003 mataram o camioneiro Elisandro Fantini Giaconelli, que transportava um carregamento de alho, em seu caminhão, com destino ao Ceará.
12/10/2003 – O estudante Francisco Edson de Souza, 20 anos, que residia em Apodi, morreu por volta das 20 horas, quando se envolveu num acidente de trânsito na RN 233-trecho Apodi/Caraúbas. O estudante desenvolvia alta velocidade em sua moto Honda, quando bateu de frente numa Scânia que trafegava em sentido contrário.
13/10/2003 – O radialista Joatan Arruda de Oliveira, 42 anos, foi morto por volta das 19 horas, com cinco tiros de pistolas 380, desfechados por uma dupla não identificada.
A VÍTIMA foi abordada pela dupla logo após descer de um motataxi que o transportou até a sua residência à Rua Hugolino de Oliveira, no bairro Leandro Bezerra, em Caraúbas. A dupla encapuzada começou a disparar contra o radialista logo após a sua descida da moto sem tempo para a reação.

24/10/2003 – A explosão em uma caldeira na Associação de Beneficiamento de Castanha na comunidade de Mirandas, em Caraúbas, causou a morte instantânea do agricultor Raimundo Nonato, 44 anos, que residia na Rua Sebastião Honório de Souza, s/nº, no bairro Leandro Bezerra.
30/10/2003 – O pescador Gilvan COSTA Duarte, 34 anos, que residia na rua Projetada, s/nº, no bairro Bico Torto, em Apodi, foi assassinado quando tentava entrar em sua casa. Um desconhecido, de moto, efetuou 8 disparos de revólver, deixando gravemente feridas outras duas pessoas identificadas como “Eilson” E “João”. A vítima estava em casa com os companheiros quando foi chamado para atender uma ligação telefônica em um orelhão. Quando já retornava e tentava entrar foi abordado e não teve condição de reagir.
05/11/2003 – Um acidente grave aconteceu no início da noite, na Br 450, próximo a fazenda Primazia, Apodi. Um grupo de professores da 13ª Diretoria Regional de Ensino e Desporto (DIRED) que vinha da cidade de Felipe Guerra em um carro tipo Kombi bateu de frente com outro veículo tipo C-10 que vinha na contramão. O motorista da C-10 estava bêbado. Logo após o acidente, o motorista que causou a tragédia fugiu do local.
     As professoras estavam em Felipe Guerra realizando tarefa referente à 13ª Dired. Dentre as ações, elas participaram de uma reunião com os professores de Felipe Guerra e de uma distribuição de merenda escolar na zona rural..
     A professora Terezinha de Jesus Costa de Brito, que vinha na frente com o motorista José Alves Soares, morreu na hora e seu corpo foi levado para o ITEP-Instituto Técnico–Científico de Polícia, em Mossoró. O motorista, juntamente com o grupo de quatro professoras(Aldeniza de França Torres, Maria Janira de Carvalho e Raimunda Ferreira Freire ) e mais o funcionário do setor financeiro da Dired de Apodi, Luís Antonio Freitas Jácome, foram levados oara o Pronto Socorro do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Das vítimas não fatais a que ficou em estado grave foi a diretora do Dired, Raimunda Ferreira Freire.


05/12/2003 – O comerciante João Batista Pinheiro que residia no sítio Santa Cruz, em Apodi, foi executado quando reagiu a um assalto, fato registrado no comércio da vítima, localizado no sítio Santa Cruz.
20/01/2004 – O  AGROPECUARISTA Lauro Marinho Maia Júnior, conhecido como ‘Júnior de Laura”, natural de Apodi, nascido em  5 de outubro de 1969, filho de Lauro Marinho Maia , que residia na Rua Nossa Senhora da Conceição, 262, no centro de Apodi, veio à óbito no Hospital Regional Tarcísio Maia, depois de permanecer por três dias sob constantes cuidados médicos na tentativa de recuperar-se de um ferimento à bala. Ele foi alvejado com vários tiros na noite do dia  17 de janeiro, quando jantava na companhia da mulher em uma pizzaria.
     De acordo com as informações obtidas pela reportagem do jornal Gazeta do Oeste, Laura Marinho foi surpreendido por dois homens que chegaram até ele em uma moto. Um dos desconhecidos, que estava de capacete, desceu do veículo, aproximou-se da vítima, efetuou vários disparos e em seguida fugiu do local. A vítima foi conduzido para o Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Apodi , onde recebeu os primeiros procedimentos médicos e em seguida transferido para Mossoró. O Bacharel José Clayton Pinho de Souza era o titular da DP de Apodi.
01/02/2004 – o operário Francisco Wagner de oliveira, 20 anos, que residia na Rua Vereador Veríssimo Gama, bairro Cruz de Almas, em Apodi, foi assassinado com um tiro de espingarda disparado por um vizinho. O crime aconteceu depois de uma bebedeira. Francisco Wagner já tinha algumas entradas na delegacia local.
14/02/2004 -  Por volta das  19 horas, na periferia da cidade de Apodi, mas precisamente na Churrascaria o texas de Cabral, no Bairro Bico Torto,  o agricultor Ivan Miranda de Souza, 33 anos, foi assassinado com cerca de 8 tiros, disparados por dois homens numa moto Honda e de capacetes
15/02/2004  - O agricultor Francisco Santana Santiago, que residia no Sítio São Lourenço-II, Apodi, foi morto por volta das 18h30, com 5 furadas de faca-peixeira, desferidas pelo indivíduo Ednaldo Bezerra, o “Naldo”, residente no mesmo sítio. Há meses a vítima havia lesionado a mãe de Naldo. O fato passou e eles já haviam se tornado amigos novamente. Pelo menos era o que aparentava. Naldo não demonstrava mágoa pelo fato de sua mãe ter sido furada por Francisco Santana. Só que durante a bebedeira terminou acontecendo p crime.
08/03/2004 – o jovem Francinildo da Silva, o Niltinho, que residia em Mossoró, na Rua Emilio Castelar. 723, Barrocas, foi assassinado com um tiro nas costas, fato registrado na cidade de Apodi. O disparo foi efetuado pelo agricultor Elisaldo Bezerra Mendes, vulgo “BUDA”. O crime foi caracterizado como vingança, haja vista o menor Nildinho, que já contava com várias entradas na delegacia de polícia de Apoidi, ter tentado matar a mulher de “Buda”, al´´em de ter tentado contra a vida de outra pessoa.
08/04/2004 – Um raio provocado por um forte temporal causou a morte de duas pessoas na noite de quinta-feira. Morreram fulminados pela descarga elétrica os agricultores José Valentim Vieira, 25 anos; e Leonardo Filgueira Rebouças, 18 anos. O caso aconteceu por volta das 18h30, no sítio Ponta, em Apodi. As vítimas se encontravam em casa e jogavam videogame em um quatro da casa. Do lado de fora caía uma forte chuva com trovoadas e relâmpagos forte. Um raio caiu e matou os dois rapazes.
09/04/2004 – O vaqueiro Benedito Eugênio da Silva, 38 anos, que residia na Rua Maria de Fátima Dantas. 284, bairro Alto da Liberdade, em Caraúbas, foi assassinado nas proximidades de sua casa, numa emboscada montada por pessoas desconhecidas da polícia, com tiros de espingarda calibre 12, na região torácica.
16/04/2004 – A dona de casa Maria Irapirene Martins, 29 anos, que morava na rua Sebastião Francisco de Melo, s/nº, no bairro Leandro Bezerra, morreu no início da manhã no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Ela não resistiu aos ferimentos provocados pelas 4 cutiladas de faca-peixeira desferidas pelo seu marido João Batista da Silva, 41 anos, que atentou contra sua sogra, Maria Salete de Araújo, 58 anos, que recebeu o primeiro golpe. Ciúumes. Medo de perder a mulher amada. Esses foram os motivos pelos quais o agricultor João Batista matou sua ex-mulher Maria Irapirene.
15/05/2004 – O vendedor de frango Genildo Praxedes Oliveira, 48 anos, que residia na Travessa Domingos Freire, no bairro Betel, em Apodi, matou com 3 tiros de revólver, sua amante Márcia Moura Silva, 16 anos, que residia na Rua Senador Severo Gomes, s/nº, no bairro Bacurau-II, em Apodi. Genildo logo após o crime fugiu para a casa de seu irmão Genilson Praxedes de Oliveira, 44 anos, onde se matou com um tiro no ouvido direito.

05/07/2004 – Dois homens ocupando uma moto e não identificadas pela polícia, mataram a tiros o operário braçal João Braz de Oliveira Júnior, 25, que residia na Travessa Tiradentes, 59, Apodi. O crime aconteceu por volta das 23 horas, no quiosque situado próximo ao Posto de Combustível União, na saída para a cidade de Mossoró.

06/07/2004 – O comerciante Luiz Gonzaga Pessoa Magalhães, 48 anos, que residia na Rua Cazuza Melo, 94, em Rodolfo Fernandes, morreu em decorrência de uma violenta colisão entre sua moto e um caminhão, acidente este registrado na RN 386, por volta das 7h30. Ele veio a óbito momentos depois quando era conduzido para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. A vítima viajava com destino a Pau dos Ferros. À Frente seguia um Ford Del Rey e ele tentou ultrapassá-lo, invadindo desta forma a contramão da estrada. Em sentido contrário trafegava um caminhão com um carregamento de paralelepípedos. A vítima ainda tentou desesperadamente retornar para o leito principal da pista, mas não teve sucesso e colidiu frontalmente.
20/10/2004 -  O comerciante João Gomes Sobrinho, 54 anos, que residia na Vila de Melancias, município de Apodi, distantes 14 quilômetros da zona urbana foi encontrado sem vida por volta do meio-dia em seu estabelecimento comercial.
     Momento após o corpo ter sido encontrado, levantou-se a hipótese de João Gomes teria morrido de forma natural. Quando o corpo passou a ser periciado, descobriu-se que ele sofreu uma forte pancada na cabeça, ocasionando Traumatismo Craniano Encefálico (TCE).
10/11/2004  - Uma operação realizada pelo Grupo Tático de Combate da Polícia Militar levou a captura de um dos assaltantes mais perigosos da região Oeste Potiguar. José Josenildo Morais Fernandes, o ‘Nildinho”, natural de Apodi e residente no sítio Sorroroca, em Apodi, foi detido portando uma pistola 9mm e com documentos faltos, além de ser foragido da Delegacia de Polícia de Caraúbas, ele é suspeito de realizar vários assaltos na região e de fazer parte da quadrilha de Mangueira. Ele foi preso no Motel Fazenda, município de Caraúbas.
25/11/2004 -  Ocorreu a maior tragédia de todos os os tempos na cidade de Apodi, por volta das 16 horas, na BR 405, Km 75, saída para Mossoró o ônibus que transportavam vários estudantes e professores para a Escola Zenilda Gama, conduzido pela pessoa conhecida por João Batista Sobrinho o “Aleijado”, de propriedade de Geraldino dos Correios,  colidiu violentamente com o ônibus da empresa Jardinense, dirigido por Janduís Feliciano, 53 anos, que trafegava no sentido Mossoró/Apodi. O ônibus da Jardinense freou apenas uma roda dianteira, contribuindo para o choque.  O  “Aleijado”, que vinha do Centro para a escola, no sentido de Mossoró, percebeu quando um carro pequena vinha no sentido contrário, “e quando o carro passou ele avançou. Só que o ônibus vinha logo atrás e ele não percebeu. João Aleijado ainda tentou passar, mas não foi possível evitar o acidente.
 No local, morreu  o  estudante Melquisedeque Medeiros de Assis, 13, e no Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Apodi, morreram Anatália Cristina Fernandes Holanda, 13, Odair José Carvalho Freire, 22, Erlana Rodrigues de Morais, 12 e Francinara Pinto. No  Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró,   no dia 30 de novembro, professor  Antônio Dantas de Morais, o ‘”Toinho Professor”, totalizando assim 6 mortos.
23/01/2005 – O agente de Polícia Civil Manoel André de Albuquerque, lotado na Delegacia de Polícia de Caraúbas, matou com 12 tiros de pistola o preso de Justiça Lourinaldo Xavier de Oliveira, 26 anos, que morava no sítio Pedrez, em Caraúbas. O crime aconteceu por volta das 15 horas, na cozinha da DP de Caraúbas, quando o preso era escoltado por cinco integrantes do Grupo Tático de Combate-CGT, de Caraúbas. A vítima havia ameaçado de morte o policial ANDRÉ por não permitir, durante seus plantões, que houvesse regalias para os presos. No dia anterior o preso de Justiça havia retornado para o xadrez depois de ter fugido, daí Lourinaldo começou a chama-lo de otário, dizendo que não era para ele ter retornado para prejudicar o André, que ouviu toda essa conversa no corredor da DP. Lourinaldo queria ainda que o preso dissesse que André havia lhe dado dinheiro para a fuga. E isso gerou essa intriga entre André e Lourinaldo.
João Batista, o motorista, Anatalia, Melquisedeque, Odair e Toinho Professor, os mortos. Todos os mortos são patronos de......... da Casa de Cultura de Apodi, inaugurada em ......................................
     OS SOBREVIVENTES
Simone Brasil de Morais, 18; Sidney Magalhães Barbosa, 27; Plabo Edson de Oliveira, 16; Maria de Fátima de Oliveira, 19; Mariua Michelle de Lima, 17; Renata Larissa da Costa, 12; Francisca Edivaneide, 15; Jéssica Linara, 12; Francisca Luciana, 13; Aline Gurgel Alves, 17; Daniela Lian, 15; Flávio Erasmo Júnior, 13; Jéssica Naiana Lima da Costa, 9; José Ivanaldo Pinto Costa, 16, Evandro Pinto Chaves, 21, Izac Pinheiro da Silva, 17; Lidiane Barbosa Souza, 18; Francisco Marcelino Filho (passageiro da Jardinense); Francisco Marcílio de Carvalho Filho, 11; Noêmia Pereira de Morais, 48 (caronista); Márcio Célio Freire Torres, 19, Francisco Mackssueldo Torres de Lima, 20; Sidney Magalhães Barbosa, 27; e Antonio Dantas de Morais.
03/03/2005 – O agricultor Jeová Gomes Nogueira, 51 anos, que residia no sítio Arapuá, em Felipe Guerra, foi assassinado com vários tiros, por dois homens não identificados. O crime aconteceu na residência da vítima, onde funciona um pequeno comércio. O crime teve característica de pistolagem, já que Jeová não teve nada do seu comércio levado pelos criminosos. É o 40º crime de pistolagem registrado na região.
14/06/2005 -        O agricultor Luiz Gonzaga da Silva, 27, que residia no sítio São Lourenço, em Felipe Guerra, foi emboscado e alvejado quando estava na hora da merenda na escola municipal, com um tiro de espingarda de soca carregada com esferas de bicicletas. A vítima esteve presa recentemente pela prática de estupro acometido há alguns anos nesta cidade e se encontrava atualmente em liberdade. Na época do fato, ele quase foi linchado pela população revoltada, mas foi salvo graças à ação da Polícia.
03/07/2005 – O agricultor  Osmar Manoel do Rosário, 39 anos, que residia Á Rua Projetada,  Conjunto Liberdadeem Felipe Guerra , foi assassinado durante uma emboscada, com cinco tiros de revólver, disparados por uma pessoa não identificada. O crime aconteceu por volta ada meia-noite, na Rua José Patrocínio, Cidade Alta. A vítima estava acompanhada com a namorada Maria Kaliane da Silva, quando foi abordada pelo assassino, que teria mandado que a ela se afastasse e logo em seguida deflagrou cerca de 10 tiros, mas só conseguiu atingir cinco. Logo após o criminoso fugiu em companhia de uma pessoa que estava esperando em uma motocicleta nas proximidades.
28/07/2005 – O produtor de eventos Richard Noronha, foi assassinado com vários golpes de tesoura por um menor de idade que após o crime levou o celular e um vídeo cassete.
31/07/2005 – O Mecânico Hamilton Dorismar de Souza, teve seu carro metralhado por tiros de revólver e escopeta por três homens encapuzados quando vinha de uma festa realizada no sito Estreito, em Apodi. O fato se deu em frente ao fórum municial desembargador Newton Pinto, na Rua Manoel Pedro Viana. Na companhia de Derismar viajava três pessoas e por volta das 4 horas Derismar foi morto, enquanto, os demais passageiros saíram feridos.
31/07/2005 – Por volta das 6 horas, na Praça Robson Lopes, em Apodi, o fazendeiro Lauro Marinho Maia, 68 anos, foi assassinado com golpes de faca-peixeira, desferidas por João Tenório. O criminoso imaginando que teria sido Lauro Marinho o mandante da morte de seu primo Derismar ocorrida duas horas antes.
07/08/2005 – O servente de pedreiro Anselmo Eduardo Gama e Silva, foi assassinado com dois tiros de revólver na cabeça quando participava de um arrastão na Rua Joaquim Teixeira de Moura, em Apodi, próximo ao RESTAURANTE o Kanecão, promovido pelo bloco Xoxoteiro. Dois homens se aproximaram da vítima e um deles sacou sua arma e efetuou vários disparos, de cara limpa em Anselmo.
00/08/2005 – A dona de casa Iraneide de Moura, 35 anos, natural de Umarizal-RN, foi assassinada a golpes de faca-peixeira desferida pelo seu ex-amante, o motorista Francisco Cícero de Lima, 55 anos, que não se conformava coma separação. Fato registrado na bairro do Caic, em Apodi. Cícero foi preso em flagrante e diise que matou a sua ex-companheira como vingança por ela não mais querer se relacionar com ele.
   =  Cícero matou Iraneide. A filha da vítima de nome Márcia Moura Silva, 16 anos havia sido assassinada no dia 15 de maio de 2004, pelo seu ex-amante Genildo Praxedes, em seguida o homicida suicidou-se com um tiro no ouvido.
12/04/2006  - O agricultor Antonio IVO Rodrigues, 31 anos, que residia na Rua Ubaldo Fernandes, 461, no bairro Leandro Bezerra, em Caraúbas, foi assassinado com dois tiros de calibre 38 e 765, disparados por dois homens, fato registrado por volta das 23h40, momento em que ele chagava a sua residência.
29/06/2006  -  A dona de Casa Maria da Conceição das Chagas, 48 anos, natural de Severiano Melo, que residia na Rua Vereador José Dionísio de Morais, no bairro Baixa do Caic, foi assassinada com mais de 10 cutiladas de faca-peixeira desferidas pelo servente de pedreiro Antonio da Silva Oliveira, vulgo “Antonio de Jabá”. O crime aconteceu por volta das 20 horas, e teria como alvo a companheira do acusado, a senhora Lúcia Miranda. O acusado teria ido até a casa da vítima na tentativa de se reconciliar coma mulher e diante da negativa resolveu matar a amiga de Lúcia Miranda.
18/07/2006 – O agricultor José Mariano de Lima, 63 anos, que residia no sítio Ponta-II, em Apodi, veio a óbito instantaneamente ao ser alvejado por um tiro de espingarda de cartucho calibre 12, fato registrado por volta das 11 horas. José Mariano foiu vítima de um acidente casual. Ele manejava a arma de fogo e provavelmente, de forma descuidada, acionou o gatilho desferindo o tiro contra sua própria pessoa.
17/07/2006 – O agricultor José Wellignton Pereira da Costa,  conhecido pela alcunha de ‘Ceguinho”,45 anos, primo de Elinaldo Simão, foi assassinado com quase 10 tiros de pistola 380, na cabeça, pescoço e tórax quando se encontrava jogando baralho no centro da cidade de Caraúbas. A vítima foi surpreendida por uma dupla que chegou ema motocicleta e sem nenhuma discussão efetuou os disparos.
10/04/2006 – O agropecuarista Elinaldo Simão Pereira, 43 anos, irmão dos doutores Aguinaldo Pereira e João Pereira, ambos assassinados, foi assassinado pela manhã na cidade de Pau dos Ferros. Ele havia ido até a Pousada Parque das Serras visitar uma namorada, num veículo tipo pampa. Dois homens em uma moto, com capacete, alvejaram Elinaldo com vários disparos, sem chance de defesa. A vítima chegou a correr dez metros, mas caiu após vários disparos.
05/10/2006 – O agricultor José Targino Filho,  45 anos,que residia no sítio Soledade, em Apodi, matou a golpe de machado o seu irmão Paulo Targino da Silva, 41. O bárbaro crime aconteceu na manhã de segunda feira, depois que a vítima e acusado se envolveram em uma grave discussão. O acusado estava sob efeito de bebida alccólica e surpreendeu o irmão débil mental que estava deitado em uma rede.
25/10/2006 – A agência dos Correios de Apodi foi arrombada na noite de sexta-feira. Os bandidos invadiram a agência, depois de conseguirem burlar o sistema de segurança interna, violando três grades de ferro, e chegaram até o cofre. Os criminosos levaram uma certa quantia em espécie no valor de 35 mil reais e várias cartelas da tele-sena, além de 1500 cartões telefônicos.

04/12/2006 – o comerciante Luís Cordeiro dos Reis, natural de Patu-RN, nascido a 13 de março de 1962, filho de Luiz Cordeiro dos Reis e de Maria Dolores dos Reis, casado com Naide Matilde de Andrade. Natural de Apodi, nascida a 14 de março de 1961,  que residia na Rua Antonio Lopes Filho, 113, no centro de Apodi, foi executado a tiros no início da noite com vários disparos de arma de fogo, efetuados à queima-roupa e na cabeça por dois elementos não identificados, fato registrado  na Praça Robson Lopes. A vítima se encontrava sentado em uma mesa de uma sorveteria, quando de repente se aproximaram dois homens em uma moto. Um deles desceu e praticou a execução, fugindo rapidamente do local.

22/12/2006 – O agricultor Raimundo Delmo de Souza, 23 anos, que residia no Sítio Brasília, em Caraúbas, foi encontrado morto no início da manhã desta data. Sle foi executado com dois tiros. Foi encontrado um bilhete com a seguinte mensagem: “Você não vai mais roubar motos nem boi de ninguém e nem iniciar filho de ninguém no mundo das drogas seu otário. Só se for no inferno”.
07/01/2007 – Os irmãos José Roberto de Souza, 21 anos, e Gedeão Jerônimo de Souza, 31 anos, que residiam na Vila de Melancias, município de Apodi, morreram vítimas de acidente automobilístico. Foram encontrados mortos e os corpos em estado de putrefação na manhã do dia 10 de janeiro, em um matagal às margens da BR 405, altura do KM 95, no município de Severiano Melo. Eles tinham saídos de casa na noite de domingo, dia 7 de janeiro de 2007, com destino à cidade de Tabuleiro Grande-RN. Ao lado das vítimas, a moto de cor vermelha e placa MXM-6152/Mossoró, pertencente a um deles. De acordo com a perícia realizada no local pelo ITEP de Mossoró, os dois caíram da motocicleta, ao tentar livrar um animal.
     O agricultor Jairo Jerônimo de Souza atribuiu a tragédia ao uso exceessivo de bebida alcoólica. Os dois rapazes tinham, passado o dia de domingo na barragem de Santa Cruz. “Eu pedi a eles que não inventassem de viajar mais, Não ouviram e o resultado foi esse”, disse.
Visualizar

O QUE É CRIME (DELITO)

O QUE É CRIME (DELITO)
CRIME, em termos jurídicos, é toda conduta típica, antijuridíca e culpável, praticada por um ser humano. Em um sentido vulgar, crime é um ato que viola uma norma moral. Num sentido formal, crime é uma violação da lei penal incriminadora. No conceito material, crime é uma ação ou omissão que se proíbe e se procura evitar, ameaçando-a com pena, porque constitui ofensa (dano ou perigo) a um bem jurídico individual ou coletivo. Como conceito analítico, crime é a ação ou omissão típica, ilícita e culpável. Para muitos adeptos da conceito analítico, crime é ação ou omissão típica e ilícita. Sendo a culpabilidade um pressuposto da pena e a periculosidade um pressuposto da medida de segurança.